Publicidade:

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Cacao


Cacao é um tile-placement do Phil Walker-Harding (mesmo criador do Imhotep e Bärenpark), onde somos chefes de tribos recolhendo esse fruto pela floresta e vendendo nos mercados para conseguirmos mais ouro no final.

No jogo temos tiles de cada tribo (três abertos disponíveis e uma pilha de compra), e tiles comuns (sempre com duas ações abertas). Nos tiles da tribos temos nos quatro lados, um número de trabalhadores que iremos utilizar ao serem colocados ortogonalmente aos tiles comuns.

Na área de cada tribo o nível de água, e os três tiles para usar.

Nesses tiles é que estão as ações do jogo : recolher cacao, minerar atrás de ouro, vender o cacao para outros mercados, ter a dominância nos templos, aumentar o nível de irrigação da sua tribo e conseguir os locais de adoração ao sol.

Um dos baratos do Cacao é que ele vai formando um padrão de tiles, então sempre os tiles comuns são ladeados pelos de tribos, então a cada vez que você coloca uma peça sua, ela ativa alguma ação.

Outra coisa bacana, é que toda ver que dois tiles de tribo ficam diagonais umas as outras sem uma peça de ação, é mandatório coloca-la, então a visualização da melhor hora de fazer isso, de forma a beneficiar mais a você do que aos seus adversários é muito importante.

O jogo perto do final fica um padrão bem bonito.

Quando os jogadores acabarem com todos os seus tiles, o jogo termina e a pontuação é realizada baseada no nível de irrigação, a quantidade de ouro na mão e a presença nos templos do tabuleiro. Quem tiver o maior somatório de pontos, leva.

Eu curti o Cacao, é um jogo leve, joga-se em 30 minutos na boa, graficamente é bonito e a Devir acaba de trazer ele para o Brasil, então, pode ser uma boa aquisição para sua coleção de jogos casuais.

Nenhum comentário: