Publicidade:

quarta-feira, 15 de março de 2017

Luna


Em Luna, os jogadores são líderes de Ordens tentando provar para a Sacerdotisa da Lua o seu valor durante seis rodadas adquirindo influência nas ilhas para conseguir construir mais templos do que os outros.

O jogo tem como regra principal a alocação de trabalhadores, mas o Stefan Feld a utiliza de uma forma pouco convencional. Os seus noviços ficam espalhados por sete ilhas (fora a ilha Santuário onde construímos os templos) onde adquirem benefícios para as ações e para realizar ações como construir santuários, chamar novos noviços, promover noviços para a ilha Santuário.

A ilha Santuário, onde templos são construídos para a Secerdotisa da Lua.

No seu turno você pode realizar uma série de ações com tirando seus noviços das ilhas e o jogo vai rodando com os jogadores marcando o andamento da rodada através de uma "vela", que vai se apagando a cada vez que alguém passa, quando ela se apaga rola uma fase de pontuação, onde ganhamos pontos por noviços no Templo e pela presença na ilha onde a Sacerdotisa está, perdemos por estarmos na ilha do Herege.

Depois das seis rodadas temos uma última pontuação baseada nos santuários construídos, favores não gastos e posição no Conselho, o jogador com a maior pontuação é vencedor.

Luna é um jogo muito inteligente, daqueles que quanto mais vezes você jogar, melhores estratégias você vai criando, e além disso é um jogo com um tempo de partida ótimo, podendo facilmente ser jogado em menos de uma hora.


Os noviços esperando para "trabalhar" em uma das ilhas.

Nenhum comentário: