Publicidade:

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

A Feast for Odin


Lançado oficialmente na Spiel de Essen esse ano, A Feast of Odin é o mais novo "jogo grande" do Uwe Rosenberg, conhecido por obras-primas como Agricola, Caverna e Le Havre.

Ele é um worker-placement pesado (literal e figurativemente) onde temos um tabuleiro central de ações e nele fazemos uma série de coisas para ao final de 7 rodadas, tentarmos ganhar mais pontos que os adversários.

Mesa cheia de elementos para o banquete.

Cada jogador tem seu próprio tabuleiro com um assentamento que começa com um monte de ponto negativo e para fecharmos bem o jogo precisamos colocar tiles bem ao estilo "Tetris" (ou ao estilo Patchwork do próprio autor).

Como curiosidade, fica a adição de dados para a ação de caça do jogo, mas como não poderia deixar de ser, tem a sorte mitigada de várias formas e se ainda assim você não conseguir caçar, leva um prêmio de consolação.

O tabuleiro de ações. Tem opção pra todo mundo.

O jogo tem um ritmo crescente (a cada rodada você ganha um novo trabalhador) e na sétima rodada ele fica bem tenso com os jogadores tentando fazer de tudo para pontuar da melhor forma possível.

A Feast of Odin entrega aos jogadores aquela experiência de um euro pesado, punitivo, com curva de aprendizado, e o gostinho de querer uma nova partida assim que termina a primeira.

Na minha opinião, um dos grandes jogos do Uwe, e é daqueles que quanto mais você joga, mais brilhante ele vai ficando.

Tabuleiro individual, bastante informação.

Nenhum comentário: