Publicidade:

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Diversão Offline 2016


Estandes e salões cheios, esse foi o Diversão Offline 2016.

No último domingo aconteceu a segunda edição do Diversão Offline, evento que reuniu no Centro de Convenções SulAmérica (RJ) quase todas as maiores editoras nacionais, protótipos do que vai aparecer no mercado em breve e apesar da chuva e dos eventos da Olimpíada, teve um público melhor que 2015. 

A ESTRUTURA

Esse ano a organização caprichou, no primeiro andar do evento estavam a nata das editoras nacionais, podia se encontrar Red Box, Pensamento Coletivo, Galápagos Jogos, Conclave, Retro Punk, FunBox, New Order, Tabuleiro MIX (que agregou uma galera no seu estande com a Meeple BR, Histeria Games, Ace Studios e BEST Games) entre outras, trazendo novidades, testando próximos lançamentos e deixando o público muito à vontade com monitores super atenciosos e uma galera de apoio formada só por figurinhas conhecidas do cenário.

Conclave lançando o Rock'n'Roll Manager na feira.

E o segundo andar? Bem, esse foi um ponto que ficou pior esse ano. A sala de protótipos, as mesas de RPG's e alguns estandes de lojistas (além da área de palestras) ficou no segundo andar e sem uma indicação mais contundente, algumas pessoas acabaram nem sabendo da existência.

Apesar desse problema de sinalização, a galera que foi até lá foi brindada com uma sala lotada de protótipos bacanas, lojas com descontos incríveis, e um painel sobre quadrinhos no Brasil bem legal.

Mysterium, um das próximas novidades da Galápagos vendo mesa no evento. 

NOVIDADES E LANÇAMENTOS

Para quem foi ao evento procurando coisas novas, não faltaram motivos para saírem satisfeitos. Na Conclave as primeiras edições do Rock'n'Roll Manager esgotaram em menos de uma hora, na FunBox tivemos mesas e mais mesas do Matryoshka, do Good Cop, Bad Cop e do Sugar Gliders, na Tabuleiro MIX o povo pode testar o Die die DIE! e o Sonhando com Alice além dos jogos da Meeple BR, na Red Box tínhamos Raid & Trade e jogos que ainda vão aparecer com o Micrópolis e o Boss Monster e na Pensamento Coletivo mesas de Imperial 2030.

Obviamente estou esquecendo de alguma coisa, até porque era realmente MUITA coisa rolando simultaneamente e não deu pra anotar tudo o que estava rolando mesmo tendo ficado praticamente durante todo o tempo do evento.

As salas de palestras sempre com a galera prestigiando.

PROTÓTIPOS E PALESTRAS

Falando mais um pouco do segundo andar, a sala de protótipos, apesar de mais escondida, mesmo assim estava bastante movimentada.

Além do pessoal da Mansão das Peças que ficou revezando seus jogos, tinha a galera do Engage, do SOS Animais, da Jamaf Games com o Runners e o Cube Wars, o Street of Fights entre outras mesas.

Não poderiam faltar os protótipos em um evento tão bacana.

Outro destaque do Diversão Offline foram as palestras, tivemos gente falando de mercado, coletivo de jogos e até atração internacional, o John Wick, autor Norte Americano de jogos como Blood Honor, Shotgun Diaries, Legend of the Five Rings e 7th Sea.

CONCLUSÃO

O Diversão Offline está aí se firmando como um dos maiores eventos de jogos de tabuleiro do país, e a promessa é que em 2017 ele além de melhorar alguns detalhes ele ainda passe a ter dois dias, o que vai ser muito legal para o povo que vem de fora do Rio.

Ainda falta um pouco (como a presença da gigante Grow), mas posso afirmar que o caminho está pavimentado e em poucos anos o Diversão Offline será o nosso equivalente a eventos tipo GenCON.

Quem foi pode jogar partidas do Legends of Five Rings com o próprio John Wick.

Nenhum comentário: