Publicidade:

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Pit Crew



Esse fim de semana puxei para jogar com o meu filhote o Pit Crew, primeiro lançamento da BGC Editora (uma "perna" dos amigos da Ludoteca BGC) e que simula uma corrida de F1 onde os jogadores tem que deixar seu carro funcionando perfeitamente a cada prova.

A ideia do Pit Crew é usar operações matemáticas para resolver os problemas do carro, para isso temos o carro dividido em partes : As rodas resolvemos com soma/subtrações simples, o motor com multiplicações, o aerofólio soma/subtração composta e o tanque resolvemos preenchendo o espaço deixado por alguns números.

Mesão preparado para a partida com 2 jogadores.

A rodada funciona assim, puxamos uma carta que vai dizer qual parte do carro precisará de conserto, os jogadores resolvem suas operações e os mais rápidos conseguem pegar as peças necessárias primeiro e recebem mais pontos no final. Depois de cinco rodadas a equipe com o maior número de pontos vence a partida.

O que eu achei sobre o Pit Crew é que ele tem uma ideia bacana, mas cai num espaço muito cruel, pois se jogado só com jovens entre 10/12 anos o jogo pode ser bem competitivo e até mesmo ter uma disputa divertida mas para jogadores mais experientes ou mesclando pais/filhos o jogo se perde um pouco.

O pequeno fazendo as contas para pegar as peças.

Jogando com o meu filho (que tem 9 anos), apesar dele ter curtido a experiência, ficou nítido que não dá pra ter um disputa verdadeira, pois pra manter o mínimo de interesse dele no jogo, eu praticamente tive que fazer as contas nos dedos, pois a diferença de velocidade de raciocínio é muito grande.

Com um tema bacana, arte caprichada e regras bem tranquilas de assimilar, acho que o Pit Crew pode ser um bom jogo para presentear a mulecada, e para colocá-los jogando entre eles nas jogatinas.

Nenhum comentário: