Publicidade:

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Sator Arepo Tenet Opera Rotas


Sator Arepo Tenet Opera Rotas! Oi?! Então, esse palíndromo é o nome de um jogo criado em 2008 onde os acólitos que tomam conta da biblioteca dos tomos amaldiçoados e hereges e precisam recuperar uns volumes que se perderam dentro do labirinto de passagens que formam essa biblioteca.

A premissa do jogo é essa, mas as mecânicas envolvidas são o grande charme do jogo. Sator Arepo tem três momentos bem distintos, no primeiro os acólitos posicionam os livros perdidos nos espaços ainda vazios do tabuleiro, em seguida posicionamos as pontes para finalmente começarmos a jogar.

Durante o jogo, basicamente usamos pontos de ação para que as cartas possam fazer o que está escrito nelas. As cartas podem mover as pontes e rotacionar as pontes, num esquema meio escadarias de Hogwarts.

Visão geral do lindo tabuleiro do Sator Arepo.

Os jogadores tem dois baralhos, o Incertus Movet, que está disponível para todos os jogadores e o Liber Fidei, que cada jogador tem o seu baralho particular e pode usar apenas uma vez as cartas sorteadas durante o jogo todo.

Após as cartas terem sido jogadas, para mover o acólito pelo labirinto você soma a quantidade de cartas do Incertus Movet que você usou e anda aquele valor de espaços.

O acólito que conseguir recuperar seus quatro livros perdidos primeiro leva a partida.

Uma visão aproximada dos acólitos e seus livros perdidos.

O Sator Arepo usa muita visão espacial e tem altas doses de pernada nos amiguinhos (uma vez que mexendo as pontes, atrapalhamos os outros), podendo ser jogado em no máximo duas horas.

Em 2015 foi lançado um reprint dele com novas regras e novo nome — Sator Arepo Tenet Opera Rotas: Malleus Maleficarum — sendo essa versão a mais fácil de encontrar atualmente, mas eu se fosse os amigos brazucas esperavam um pouquinho por que ele pode vir a dar as caras no mercado em breve.

Nenhum comentário: