segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Colecionando Ouro

Comecei a jogar (e colecionar) jogos de tabuleiro há 12 anos, e naquela época as opções para comprar os jogos eram super escassas, jogos saindo no Brasil então, dava pra contar nos dedos.

Mas naquela época, jogo caro custava 40/50 dólares (o que saía pra gente uns 150/200 reais NO MÁXIMO), o que o mercado fez nesses últimos anos para que hoje seja normal um jogo sair lá fora a 150 dólares e aqui a 350 reais?!? Eu tenho algumas especulações e resolvi escrever sobre isso, só para descontrair.

 Twilight Imperium 3rd Ed., quando saiu não passava de US$ 50,00.

Primeiro temos a crise mundial, se isso afeta diretamente os bolsos de todos nós e em todos os aspectos do nosso dia-a-dia, obviamente isso irremediavelmente vai bater no seu hobby, caro colega, seja ele qual for.

O boom dos KickStarters fez com que o número de novos jogadores tenha crescido, o que faz com que o produto acabe sendo mais atraente, e por consequência já teríamos um aumento de preço (pelo aumento da demanda).

Um dos primeiros financiamentos a bater 1 milhão, definiu os padrões de pledge.

Fato é, que hoje, são raros os casos de jogos grandes custarem menos de 40 dólares na loja, pledges a menos de 70 dólares e jogos nacionais abaixo dos 200 reais.

Existe uma saída para isso? A meu ver, se você entrou nesse hobby agora, a dor é um pouco menor, pois você já chegou com os preços aumentados, mas quem, como eu, tem mais tempo de coleção, fica realmente complicado, hoje eu compro muito menos, e coloco um teto (não pago mais 300 num jogo).

Há 10/12 anos, era sonho pro brasileiro ver jogos assim traduzidos.

Uma solução para isso, é o mercado de jogos usados, mas é aí que acabamos vendo as maiores barbaridades, nosso hobby deve ser um dos únicos em que o produto valoriza conforme o tempo de uso, então corremos para as trocas e leilões na torcida de fazermos bons negócios.

Mais pelo menos, temos agora uma gama muito maior de jogos chegando no Brasil, isso nos dá oportunidade de parcelamentos, e tem sempre aquele amigo gente fina com espaço na mala. Enfim, o colecionador sempre dá um jeitinho, mas que estamos num hobby de colecionar ouro, isso nós estamos.

Usado? Tudo bem, mas até assim tem que ver bem o que você pretende comprar.

2 comentários:

Thiago Tintreiro disse...

É...eu entrei no hobby justamente no boom do zombicide, a relação de preços, credo...faz menos de 4 anos que to no hobby e ja vi jogo que paguei 180 chegar a assustadores 280, tem muito jogo da minha coleção que agradeço ter comprado antes da crise apertar pra valer. Mas a alta valorização dos boards games com o tempo, Out of prints, é coisa de louco mesmo, com os extras de KS circulando por ai então, os preços chegam a ser assustadores de alguns jogos,eu que sou aficionado em completar coleções, porque vim do cardgame, na qual adorava fechar os sets, ou criar metas de coleção, sai de um buraco e cai num mais fundo kkkk, mas não me arrependo, os boards games ele trazem uma variedade de tipos de coleções bem mais atrativas que simplesmente só cartas em um fichário...

Carlos "Cacá" disse...

Fala Thiago, realmente esse lance de colecionismo é complicado, eu tb passei por Magis e Mage Knight, mas com os jogos, por ser uma parada mais completa, vale mais o investimento... :D