Publicidade:

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Primeiras Impressões : Herdeiros do Khan


Tivemos o prazer de jogar Herdeiros do Khan do Lucas Ribeiro só digo uma coisa, temos um jogo bom vindo por ai!!

Herdeiros do Khan é um controle de área com seleção simultânea de ações assimétrico. O jogo tem a vibe do império Mongol (ver Marco Polo caso você não saiba o que estou falando), um jogador é o Khan e os outros são os seus "filhos". Cada turno um filho tem que dar um tributo pro Khan, o filho que o Khan mais gostar, ganha um tributo de recompensa. 

Depois os jogadores definem secretamente suas ações nos territórios onde possua pelo menos um batedor. As ações podem ser saquear (onde seu batedor recolhe o recurso daquela área), conquistar (você domina a área ganhando o recurso todo turno sem gastar ação) e defesa (pra cada defesa colocada, você pode cancelar um saque ou um conquistar inimigo na sua área). 

Uma visão geral do tabuleiro com a porrada comendo solta entre os irmãos.

O turno termina resolvendo as ações e definindo quem tomou o que de quem. O bacana é o Khan, ele não joga igual aos filhos, ele tem o poder de alocar "ações do Khan" em determinados territórios podendo assim, manipular o resultado a favor de um filho (jogando a rapaziada uma contra a outra). 

Agora vem o momento que a chapa esquenta, o Khan pode ser morto por um dos filhos e ai ele passa a jogar como rebelde, que tem seus poderes definidos de acordo com as áreas livres no mapa... é um tal de rebelde furar olho de filho bonzinho, de irmão piranhar irmão... é porrada no banheiro!!!!

Mesmo sendo protótipo, a arte está acima da média!

Quando as regras foram explicadas, na hora me veio na mente Game of Thrones Boardgame. Mas com o tempo o jogo é bem diferente, você não precisa fazer alianças, mas corre risco de ter uma área sua roubada a todo momento por conta de uma ação mal distribuída. Sem contar que não tem player elimination e a chance de se recuperar durante o jogo é grande, até o fim é correria pra ver quem chega na frente.
 

Sobre a arte do jogo, mesmo sendo um protótipo, o Lucas tirou onda (ele é ilustrador de profissão) e na minha opinião, é só acertar pequenos detalhes pra ter a arte fechada.
 

Minha opinião sobre o Herdeiros do Khan? Foda, muito bom, fico feliz de ver um jogo bom sendo feito em território nacional. Agora é testar mais vezes pra deixa-lo mais redondo. Parabéns Lucas!!!!

Essa resenha foi uma contribuição do amigo Fabrício Ferreira.

2 comentários:

Aline Costa disse...

Parece bem legal mesmo. O jogo vai rodar os eventos aqui no RJ?

Pedro Boechat disse...

O Lucas é fodão! :)