Publicidade:

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Resenha : Pokémon


Lançado em 97 e trazido para o Brasil pela Copag, o Pokémon TCG nunca esteve na minha mira, até meu muleque começar a ler e todos os amigos da escola começarem a colecionar as cartinhas.

No último aniversário (de 7 anos) ele ganhou um deck e eu como pai (e gamer) comprei outro para jogarmos e lidas as regras, já foram algumas partidas de um jogo divertidinho feito para pais e filhos e claro, para introduzir nos pequenos o conceito de "cartas colecionáveis".

A mesa como fica durante a "batalha".

As regras do Pokémon TCG inicialmente são meio confusas, e as que vem encartadas nos decks deixam alguns furos, mas baixando no site da Copag tem um livreto mais completo.

Basicamente você tem cartas dos bichinhos Pokémon, cartas de treinador e energia. Na sua rodada você compra uma, coloca suas criaturinhas no banco de reservas (no máximo 5 delas), evolui alguma, coloca uma energia em alguma, usa cartas de treinador e finalmente ataca com o seu Pokémon ativo.

Os ataques são bem simples, textos relativamente rapidinhos e (pelo menos nos decks) nada de combinhos muito cheio dos efeitos.

Todas as cartinhas com as artes bastante conhecidas pelos muleques.

O jogo vai se desenvolvendo até um dos jogadores atingir uma das condições de vitória (conseguir seus 6 prêmios, exaurir o deck do adversário ou nocautear todos os Pokémons do adversário).

Eu curti, o meu filho se amarrou (até por que o deck que ele ganhou é mais forte que o meu) e acho que quem tem filhos na casa dos 7/8 anos pode comprar sem medo pois é um card-game tranquilo para eles irem aprendendo até virem as "drogas" mais fortes.

Os dois decks que foram utilizados.

Nenhum comentário: