Publicidade:

quarta-feira, 12 de março de 2014

Top 5 autores (3ª edição)

Hoje o pessoal do BoardGameGeek divulgou o grande campeão da Derk Cup 2014 que é uma votação on-line entre os assinantes do site para em confrontos cara-a-cara decidir qual o melhor autor na opinião da galera.

Esse ano, pela segunda vez consecutiva, ganhou o Vlaada Chvátil, e com isso eu decidi dar uma revisada no meu TOP 5 de autores, uma vez que a minha última edição foi em 2011 e de lá pra cá muita coisa mudou, sem mais enrolação vamos ao novo ranking :


1. Uwe Rosenberg (3º em 2011)
Agricola, Ora et Labora, Caverna

Apesar dele ter enfrentado o Vlaada nas duas última edições da Derk Cup e ter perdido em ambas ocasiões, para mim ele hoje é o autor com os melhores jogos do mercado. Um cara que consegue enxugar um clássico como o Agricola transformando num jogo ainda melhor (o Caverna) merece estar em primeiro.

2. Vlaada Chvátil (primeira vez no TOP)
Dungeon Petz, Dungeon Lords, Through the Ages

É o cara do momento segundo os leitores do BoardGameGeek, com jogos super criativos, ele tem aparecido com novidades interessantes e principalmente (na minha opinião) com expansões excelentes para seus jogos.

3. Stefan Feld (2º em 2011)
Amerigo, Bora Bora, Rialto

Ele caiu uma posição mas ainda é um dos autores cujo os jogos eu curto mais jogar. São partidas agradáveis de jogos cada vez mais interessantes e aulas de mecânica para quem curte conhecer o jogo além do jogo.


4. Martin Wallace (1º em 2011)
Discworld : Ankh-Morpork, P.I., Age of Industry

Caiu muito na qualidade dos seus jogos que eram muito mais "heavy" agora visam um público mais diverso, então apesar de termos lançamentos bons, ficam longe de clássicos como Steam ou Automobile.

5. Antoine Bauza (primeira vez no TOP)
7 Wonders, Ghost Stories, Rampage

Outro estreante no meu TOP, o Bauza além do 7 Wonders que atualmente é o card-game que eu mais gosto de jogar tem feito ótimos jogos light/médios para toda família e (com a colaboração de grandes artistas) tem agradado bastante com suas criações.

São esses os meus cinco escolhidos, sairam da lista o Kris Burm e o Wolfgang Kramer, sendo que esse último está alí pau-a-pau na briga para entrar de novo, mas como não joguei ainda os seus jogos mais recentes ele acabou ficando fora dessa lista.

Um comentário:

Rogério disse...

Uwe Rosenberg ainda é o meu preferido.