Publicidade:

quinta-feira, 28 de março de 2013

Dia Internacional do Jogo de Tabuleiro

Dia 30 de março o pessoal do Geek & Sundry vai comemorar um ano de lançamento do seu programa TableTop, que faz vídeo resenhas dos jogos de tabuleiro e graças a boa repercursão dele tem feito com que os jogos tenham estado mais na mídia americana.

Para comemorar essa data eles então propuseram o International Tabletop Day, que seria tipo um dia do jogo de tabuleiro. Eles então chamaram os jogadores a realizarem eventos pelo mundo para comemorar.
 
Aqui no Brasil teremos em São Paulo a 1ª Jogatina RedomaBox Offline que vai juntar o pessoal da Redomanet, Jogando Offline e a FunBox lá na Devir.

UPDATE : O pessoal de Juiz de Fora também passou o evento deles para as comemorações, será o Tabletop Day Juiz de Fora.

Então comemore também, chame os amigos, abra seu joguinho e divirta-se. Vamos fazer desse Internacional Tabletop Day um hábito, e boa jogatina para todos!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Tabuleiro Virtual : Imagem & Ação

Muito antes dos jogos de tabuleiro modernos aparecerem nas jogatinas brasucas, nós nos divertíamos com os party-games da GROW como o Imagem & Ação e o Perfil.

Agora a GROW começa a criar aplicativos desses jogos, e nas plataformas iOS e Android já podemos fazer o download (grátis) do Imagem & Ação.

Baseado no famoso Draw Something, o app ficou bacana, mas precisa logar no Facebook para poder utilizá-lo, o que limita um pouco a sua utilização, uma vez que você precisa estar com seu iCoiso conectado a internet para poder jogar.

Mas tirando isso, o joguinho é viciante e tem tudo para beliscar um público grande já na sua estreia no mundo virtual.

Resultado Gran Circo

Respeitável público! O grande vencedor da promoção Gran Circo é:

Adilson Vahldick

Rapaz, agora é só você mandar um mail para nós com seu nome e endereço e logo você vai receber em casa sua cópia do jogo.

Obrigado a todos que participarem, e aguardem novas promoções!

terça-feira, 26 de março de 2013

Resenha : Amanhã, 24 Horas de Desezpero!

Nesse último a domingo a Gruta do Groo realizou o playtest do jogo Amanhã, 24 Horas de Desezpero!, um jogo de zumbis brazuca, criado pelo Cleverson Renan Padrão.

O Amanhã, 24 Horas de Desezpero! traz os bons e velhos zumbis para a mesa, em um jogo cooperativo onde os esquadrões dos jogadores são lançados de pára-quedas (ainda bem, né?) no centro de uma cidade tomada por zumbis. Os esquadrões devem explorar os edifícios dessa cidade à procura de sobreviventes, mas eles precisam se apressar, pois em 24 horas as forças armadas lançarão uma bomba sobre a cidade! (malditos militares, sempre querem explodir tudo...) GO! GO!! GO!!!

A arte do jogo está bem caprichada.

O jogo tem regras simples: no seu turno você move o seu esquadrão para um prédio e revela o tile do mesmo, que indicará quantos zumbis, sobreviventes e itens existem ali, além da quantidade de "buscas" que você deve fazer para explorar o prédio. Então você abre as cartas de zumbis indicadas e organiza o seu esquadrão (no início cada esquadrão tem 4 cartas de sobreviventes, e durante o jogo você adiciona os sobreviventes que encontrar aos seus esquadrões). O líder usará todos os dados mostrados na carta, e os demais usarão: 1 dado verde (o melhor dado), 1 dado amarelo e 1 dado vermelho (o pior dado), sempre nessa ordem. A ordem em que você arruma o esquadrão é muito importante, pois se o seu líder morrer durante a exploração o sobrevivente seguinte passa a ser o líder.

Cartinhas dos personagens no detalhe.

HORA DA MATAR ZUMBIS!!! Role todos os dados e confira os resultados: "olhinho" elimina uma das "buscas" necessárias para explorar o prédio, "BAM" ou "TUM" dão um dano em um zumbi, e "boca de zumbi" dá um dano no seu líder. Você vai fazendo rolagens até eliminar todas as buscas e zumbis, e então compra os itens e sobreviventes indicados no prédio (com esses sobreviventes é possível montar um segundo esquadrão, que lhe permitirá explorar 2 prédios por turno). Se todos os membros do seu esquadrão morrerem, o prédio não é explorado e você poderá ser eliminado do jogo (caso ainda não tenha um segundo esquadrão). Mas isso não é tão fácil acontecer, já que você pode usar a qualquer momento os seus itens, que equilibram o fator sorte do jogo (itens dão danos automáticos, curam danos, e fornecem "buscas" automáticas). E assim os jogadores vão alternando seus turnos, sendo que a cada turno o relógio anda 1 hora: se em 24 horas todos os prédios não tiverem sido explorados, os jogadores viram pó!

E taí o que vocês queriam... zumbis!!!!!

O Amanhã, 24 Horas de Desezpero! tem mecânicas simples e funcionais, na medida certa. Durante o playteste detectamos por aqui alguns probleminhas nas regras de movimentação, e estão fazendo falta algumas habilidades especiais para os líderes, mas nada que comprometa a simplicidade do jogo, que é uma das grandes qualidades dele.

O Cleverson ficou de implementar essas e mais algumas sugestões ao Amanhã, 24 Horas de Desezpero! antes de trazê-lo para outro playtest na Gruta, mas no geral esse primeiro playteste foi muito positivo, certamente o jogo será mais uma boa opção para o mercado nacional.

Resenha por Marcelo Groo

segunda-feira, 25 de março de 2013

Resenha : P.I.


Criado por Martin Wallace e lançado em Essen ano passado, em P.I. os jogadores são Detetives Particulares tentando resolver seus crimes mais rápido e com mais eficiência que os outros.

O jogo tem uma ambientação noir e se divide em 3 mini-games. No início de cada mini-game os jogadores recebem 3 cartas (suspeito, crime e local) que são os que o adversário da esquerda deve descobrir.

As áreas do tabuleiro onde podemos fazer nossa investigação.

Basicamente você tem três ações possíveis na sua rodada: você pode ir com um dos seus 5 agentes em um dos campos do tabuleiro, pode escolher uma das cartas abertas ou tentar solucionar o caso.

A diferença básica do P.I. para os outros jogos de dedução é a forma com que as pistas vão sendo apresentadas.

A mecânica lembra o antigo Senha, no caso aqui você tem circulos para indicar que a pista é "quente" ou cubos para indicar que a pista está por perto de onde você está usando a carta ou o agente.

Cartas que ajudam a desvendar os casos.

No final dos 3 mini-games somam-se os pontos e quem tiver mais pontos ganha.

O P.I. é puramente de dedução, tem regras simples de explicar, mas o jogo em sí é daqueles que acaba deixando você com dor de cabeça de tanto pensar e é uma excelente sugestão para quem curte o gênero.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Investigadores da Gruta

Depois de mais de um mês sumido da Gruta do Groo, ontem foi dia de rever os amigos e aproveitar para estreiar um jogo e uma expansão que estavam já começando a pegar poeira nas prateleiras.

Quando eu cheguei o povo estava terminando uma partida disputadíssima de Pueblo. Esse é um jogo abstrato muito interessante que eu já resenhei por aqui e ainda faz sucesso quando vê mesa.

Galera terminando as obras do Pueblo.

Terminada a construção no Pueblo (com a vitória do LePe), armamos na mesa o P.I.

O P.I. é um jogo de dedução muito inteligente e tenso. Você tem que desvendar 3 casos tentando ser mais rápido que os outros investigadores.

O jogo é de deixar com dor de cabeça e depois de pouco mais de duas horas eu fui o detetive mais bem sucedido com o Guilherme em segundo, LePe em terceiro (vencendo a Liene no desempate) e o Groo em último.

Muita informação para descobrirmos no P.I.

Vou fazer uma resenha mais detalhada depois, mas vale dizer que é um dos jogos de dedução mais bacanas que eu já joguei.

Depois pra terminar a noite uma partidinha de 7 Wonders com a estreia da expansão Cities que aumenta uma rodada em cada era e coloca duas situações novas no jogo, a pecinha do armistício e a cobrança de impostos.

A cidade nova do 7 Wonders (carta preta). Foto BGG.

Gostei das adições e a partida nem aumentou tanto em duração (mesmo com a já costumeira lida no manual pra saber o poder de cada líder). No final a Liene deu uma lavada nos meninos da mesa, com o Groo em segundo, Gui em terceiro, eu em quarto e o LePe em último. 

quarta-feira, 20 de março de 2013

Promoção GRAN CIRCO


No dia 27 de março é comemorado mundialmente o Dia Internacional do Circo, e para não deixar essa data passar em branco entre os gamers a MS Jogos e o blog estarão sorteando uma cópia do jogo Gran Circo entre os leitores.

Para ganhar é molezinha, é só curtir a fanpage do blog e da MS Jogos no Facebook e compartilhar o post da promoção entre os seus amigos.

Na terça-feira, dia 27, irei sortear um ganhador que receberá em casa uma cópia do Gran Circo. Simples assim!!!

segunda-feira, 18 de março de 2013

Tabuleiro Virtual : TíZ

Ontem tive a oportunidade de baixar o primeiro app baseado num jogo de tabuleiro brasileiro (pelo menos não tenho registro de nenhum outro). Trata-se do abstrato TíZ do amigo Vince Vader e está dispnível na Apple Store.

O TíZ faz parte da série sobre dados do autor e utiliza, nesse caso, os dados de 10 faces para jogar.

O Vince já disponibilizou o jogo na versão print-and-play lá no Game Analyticz, e a versão para iPhone ficou com a mesma arte.

O tutorial explica bem como funciona o jogo e as partidas são rapidinhas podendo ser jogado contra o AI e contra outro jogador no esquema de "passar a jogar".

Fica a dica e espero que comecem a pintar as próximas adaptações dos abstratos do Vince.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Tabuleiro Virtual : FITS

A Apple Store está com a promoção do divertido FITS do Reiner Knizia que eu já resenhei por aqui no blog, que esses dias está saindo por US$ 0,99.

A adaptação do jogo para o iPad foi muito bem feita, graficamente é igual a plataforma do jogo físico e o tutorial ensina direitinho o funcionamento do jogo e suas diferentes fases.

Eu até agora só joguei a versão solo, mas existe também a opção para dois jogadores usando o mesmo iPad.

No geral o jogo vale a promoção, pois o FITS é um daqueles jogos que funcionam bem nas duas mídias.

quarta-feira, 6 de março de 2013

Abrindo a caixa do P.I.

Todos os componentes que vem na caixa.

Na minha lista de recentes aquisições está o mais novo jogo do Martin Wallace, o P.I. e antes de colocar na mesa, vou dar uma breve passada pelos componentes com vocês.

O jogo tem a mesma produção padrão da Treefrog e a arte ficou com uma cara bem noir típica dos filmes policiais dos anos 50.

O tabuleiro meio confuso e as cartinhas e tokens.

O P.I. não tem muitos componentes, basicamente cartas e alguns tokens, mas tudo com ótima qualidade. Para mim a única reclamação é o tabuleiro que eu achei confuso visualmente.

Sobre o jogo, pelo que eu lí das regras e pelas resenhas, ele é uma repaginada dos clássicos Detetive e Senha.