Publicidade:

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Resenha : Rialto


Como disse ontem, a Joga de Natal foi boa para jogar novidades, e um dos que viram mesa foi o Rialto, jogo que eu recebi de Secret Santa e é de um dos meus autores favoritos, o Stefan Feld.

O Feld tem como característica principal jogos com muitos caminhos para vitória e mecânicas interessantes, no Rialto não é diferente, nele temos que ganhar o máximo de pontos de vitória possível com prédios e um controle de área bem bacana.

Tabuleiro central com os distritos a serem pontuados.

O jogo tem 6 fases e em casa fase primeiro escolhemos um pack de cartas previamente abertos para realizarmos a ação da fase, depois realizamos as ações na ordem do jogo e ativamos prédios que nos dão alguns poderes e no final nos dão pontos.

O que eu achei mais bacana no Rialto foi a colocação de peças nos distritos, elas ocorrem através dos Conselheiros ou através da Gôndola, mas é tudo muito apertado e a pontuação dos distritos vai mudando no decorrer da partida.

O tabuleiro de cada jogador e os prédios especiais.

No final achei o jogo bem bacana, tem várias nuances que só mais partidas vão mostrar, mas com certeza tem uma rejogabilidade imensa e é novamente uma aula de mecânicas (aplicado em temática zero).

Nenhum comentário: