Publicidade:

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Resenha : Butim


Ontem finalmente consegui jogar uma das novidades no cenário nacional, o Butim da galera da Papaya Editora.

Eu tive a oportunidade de receber diretamente dos caras o protótipo de avaliação, e vale dizer que a arte tá muito maneira, e a idéia do jogo é bem bacaninha.

Butim já com algumas rodadas.

Nele somos piratas que estão numa luta desesperada para salvar seus tesouros enterrrados em ilhas que estão afundando devido a um redemoinho.

Resumindo as regras rapidinho. No jogo mais estratégico, na sua rodada você sorteia minérios (que servem para compra de cartas, pontos e para se "arriscar" no redemoínho), depois você pode comprar cartas e à partir daí realizar ações.

Deck de ações e o redemoínho.

Dentre as ações possíveis no Butim estão baixar equipamentos, dar pernadas nos adversários, escavar as ilhas e se aventurar no redemoínho (essas duas últimas só uma vez por rodada).

Escavando você pode conseguir achar os tesouros, mas não vai ser tão fácil colocá-los na sua pilha, para isso você precisa achar também as partes de mapas indicados na carta, também existem armadilhas que podem zoar com os piratas todos.

As ilhas, os equipamentos e o saquinho para sorteio dos minérios.

Quando o jogo volta ao primeiro jogador, o redemoínho leva mais ilhas do arquipélago embora, quando só tiverem as quantidades de ilhas indicada para o fim do jogo, ele termina e somam-se os minérios, partes de mapa e tesouros, quem tiver mais grana é o Piratão da Vez.

O Butim é bem legalzinho, com muita interação e muito zoação entre os jogadores. Vale aproveitar o financiamento dele que está chegando no final com o sucesso mais do que merecido.

Nenhum comentário: