quinta-feira, 16 de maio de 2013

Resenha : Batman - Gotham City Strategy Game

Ontem rolou a Bat-Gruta para estreiarmos o Batman - Gotham City Strategy Game com a galera lá no Groo.

As regras do jogo são bem tranquilas. Cada jogador assume o papel de um dos quarto arqui-inimigos do Batman e tem por objetivo ser o maior vilão de todos em Gotham City.


Apesar do jogo ser apenas para 4 jogadores na mesa éramos 6, então tivemos o "time" do Duas Caras (Groo e Zombie), o "time" do Croc (Guilherme e Shamou), o LePe de Coringa e eu de Pinguim.

Na sua vez você tem que baixar uma das cartas de "plot" e realizar a ação obrigatória (que é recolher a grana ou influência de determinado lugar ou abrir uma cartinha para ver o que o Batman vai fazer).

 Gotham com a galera toda em jogo.

Depois disso você pode realizar a ação da carta, ou descartar ela para conseguir os recursos (dinheiro, influência e tokens de ameaça).

Feito isso você pode contratar capangas e, ao custo de um ponto de influência, mexer com suas peças no tabuleiro.

O jogo termina quando um dos vilões chegar ao nível 10 ou se o deck de "plot" zerar vemos qual o vilão com maior nível e ele é o vencedor.

Basicamente as regras são essas. O jogo é extremamente dinâmico, com bastante interação e muita cubreada entre os jogadores.

Quã. quã, quã... O maior vilão de Gotham. Foto BGG.

Na nossa partida o que determinou o fim do jogo foi o deck, e o Pinguim estava no nível 8 e foi o vencedor, o Croc veio em segundo, com o Duas-Caras em terceiro e o Coringa, que foi muito perseguido pelo Batman, em último.

Achei o jogo bem bacana, a interação é seu ponto alto e apesar do Batman ficar em segundo plano, a forma com que ele entra no jogo e vai ganhando níveis para piorar a situação dos bandidos é bem elaborada.

Um comentário:

Jogos Online disse...

Grande jogo. Amei, e se me permitem visitem também um portal de jogos muito bacana em www.jogos-para-jogar.com