Publicidade:

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Como foi o Castelo no sabadão

 Muita coisa boa rolando nas mesas do Castelo.

Fim de semana de jogatina com os amigos no Castelo das Peças. Cheguei ao evento umas 15h e ele ainda não estava cheião, mas durante o correr da tarde as mesas foram ficando cada vez mais cheias.

Nas mesas desde o clássico Puerto Rico a novidades como Lords of Waterdeep fizeram a alegria da galera.


A casa assombrada do Betrayal ainda pouco descoberta.

Eu comecei os trabalhos com o divertido Downfall of Pompeii, passando depois para o Máfia antes de começar uma partida de Betrayal at the House on the Hill e para terminar a noite um Goldbräu.

Durante a semana rola resenha do Máfia para os amigos conhecerem um pouco mais desse divertido filler.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Summoner Wars Brasil

Como já havia antecipado, a Galápagos Jogos está trazendo para o Brasil o jogo Summoner Wars, e agora ele abriu o projeto dentro do Catarse para conseguir a verba para colocar o jogo na praça.

Eu vou apoiar e espero que ele alcance o valor estipulado para ser produzido, e acho que a sua participação é super importante.

Taí o vídeo do projeto. Vamos fazer acontecer!



Quinta é dia de Spoleto

Ontem rolou aquele esqueminha "mesa marcada" para jogar mais uma vez o ótimo Trajan. Como da primeira vez tinha rolado uma regra errada, essa partida deu para ver como o jogo realmente funciona.

Tabuleiro do Trajan com as áreas em disputa.

O Bouzada (único que ainda não tinha jogado) acabou fazendo boas pontuações durante a partida e bastante coisa nos objetivos e levou a partida com muita vantagem na frente do Warny, eu fiquei em terceiro depois de não atender demandas em duas rodadas, com a Lu em último logo atrás.

Depois, enquanto nas outras mesas rolavam joguinhos como o Shadow Over Camelot e Fearsome Floors, nós puxamos uma partida do divertido Drum Roll.

Galera jogando o Fearsome Floors.

Mesmo a partida só com 3 jogadores não conseguimos ir até o final por conta do horário do metrô, mas o jogo estava se encaminhando para um terceiro show bem equilibrado entre eu e o Bouzada, e não dava pra ter idéia de quem iria ganhar. Fica para uma próxima.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Rapidinhas de quinta

— A Days of Wonder disponibilizou hoje mais um mapa da expansão Small World: Realms. Esse parece bem maneiro pois disponibiliza novos poderes para quem dominar territórios numa vizinhança.


— Durante o Gathering of Friends desse ano o BoardGameGeek fez várias video-apresentações de alguns jogos que estarão no mercado em breve. Pra quem curte previews é um prato cheio!

— O amigo Vince Vader acaba de lançar a versão em PDF do seu livro Ludificador, vai sair uma versão impressa com poucas cópias, mas já dá pra ir lendo. Recomendo!

— Pra terminar, esse sábado tem Castelo das Peças. Edição de abril do evento mais tradicional de board-games no Rio de Janeiro. Apareçam que é sempre divertido.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Para os pequenos : Château Roquefort


Imagine você sendo um grupo de ratinhos muito exigentes que além de gostarem muito de queijo não gostam muito de repetir o prato? Mas é claro que conseguir tais iguarias não vai ser tão fácil assim.

É assim a vida dos ratinhos do Château Roquefort, a oferta de queijos é grande, mas os pequenos roedores tem que tomar muito cuidado com as armadilhas e trabalhar em equipe para conseguir seus preciosos queijinhos.

 Visão geral do tabuleiro e dos telhados. Foto BGG.

No jogo cada jogador começa com 4 ratinhos num tabuleiro que mostra o telhado do castelo, então a cada rodada você tem quatro ações possíveis para usar. Abrir os telhados para revelar o que dá para encontrar, andar com seu ratinho e o mais legal, escorregar os tiles abaixo dos ratinhos para ir mudando a configuração do tabuleiro.

Essa não é uma mecânica nova, é uma grande adaptação do velho aMAZEing Labyrinth de 1986, só que aqui utilizade de uma forma diferente e a meu ver bem mais legal.

Para ganhar o jogo você tem que conseguir juntar 4 tipos diferentes de queijos (são 8 no total), e para conseguir o queijo você tem que na sua jogada, colocar dois dos seus ratinhos no mesmo símbolo pretendido.

 Close do alçapão e dos componentes. Foto BGG.

O mais legal é que além dos tiles com desenho de queijo e os vazios temos 3 alçapões que podem fazer com que você vá perdendo seus ratinhos durante a partida.

Château Roquefort é uma opção muito bacana para pais com filhos acima de 6 anos e com uma produção bem caprichada da Zoch Verlag ele também pode muito bem divertir os marmanjos que gostam de jogos com bastante pernada nos adversários.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Dia de conhecer a Gruta do Groo

Ontem como era domingão e hoje rolou feriado por aqui foi uma oportunidade ótima para finalmente conhecer um dos super points de jogatinas do Rio, a Gruta do Groo.

Cheguei lá relativamente tarde (umas 20h), e a turma já estava jogando o Horse Fever, que fez bastante sucesso entre os participantes e eu fiquei com vontade de jogar depois.

A turma se divertindo pra caramba no Caveman Curling

Terminada a corrida de cavalos o povo que ficou se dividiu em dois times para o Caveman Curling.

Na primeira partida o time Cacá/Groo/Zé massacrou o time do Tiago/Eduardo/Lucas aplicando uma surra de 6x0, depois de sorteados novos times Cacá/Tiago/Lucas aplicou outra surra de 8x2 no time do Groo/Zé/Eduardo.

Depois de muitas risadas com o Caveman partimos para o Barman e o Groo nos apresentou o Last Call.

Só as garrafinhas já valem a partida de Last Call.  

Nesse joguinho temos que fazer combinações de drinks da forma mais perfeita possível para não ganharmos gelos (que são pontos negativos). O jogo é bem divertidinho e é outro que rende boas risadas.

Nesse o barman da noite foi o Eduardo, seguido do Zé empatado com o Lucas, com Groo em quarto e eu muito em último.

Próxima parada Paris Connection. Esse é um jogo de stock bem light e rapidinho. Você vai andando com os trenzinhos passando pelas cidades, os trens vão se valorizando e você pode ir adquirindo as cores para depois multiplicar pelo valor de mercado.

Produção caprichada, mas o Paris Connection não empolga.  

Não curti esse muito não, mas a produção da Queen é bem caprichada. Nessa eu não lembro muito bem como ficou a pontuação não, lembro só de ter ficado em segundo ou terceiro.

E para terminar a noite queijo!!! Jogamos uma partida do Chateau Roquefort que foi a surpresa da noite pra mim. Joguinho de memória super bacana com uma mecânica melhorada do aMAZEing Labyrinth.

Pobres ratinhos, se não se cuidarem, caem no buraco!  

Com uma produção caprichadona esse com certeza vai receber uma resenha mais detalhada na sessão infantil do blog. O maior ladrão de queijos foi o Lucas, comigo em segundo, Zé em terceiro e a dupla Eduardo/Groo em último.

Noite muito agradável de jogatina, com certeza vou tentar outras vezes aparecer na Gruta do Groo.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Resenha : String Railway : Transport



Misture Steam com a caixa de tricô da sua Vó e você vai ter um jogo de pick-and-delivery com trens de barbante, foi com essa idéia que o designer japones Hisashi Hayashi inventou o seu String Railway : Transport.

O "tabuleiro" é formado por vários tiles de cidade dispostos da maneira que você bem entender, dentro de um barbante que limita o terreno e um outro limitador menor que é a "montanha" do jogo.


"Tabuleiro" ainda no início com suas cidades e poucos trilhos 

Cara jogador começa com 5 barbantes na sua cor (4 de 15cm e um de 30cm) que serão seus trilhos durante o jogo, um "trem" que te permite fazer até 3 ações na rodada e um tile de objetivo que pode te dar 5 pontos e um cubo coringa para a pontuação final.

A primeira jogada obrigatoriamente é colocar um dos seus trilhos, que começam em uma determinada cidade e tem que terminar em outra, durante o percurso você pode passar por outras cidades.

Depois disso você pode ou não entregar cubos, no esquema um cubo vermelho tem que chegar na cidade vermelha e cada cidade que ele passa custa um ponto de ação.

 
O emaranhado de trilhos já perto do final do jogo. 

Você pode gastar pontos de ação para repor cubos nas cidades e para melhorar o seu trem e assim aumentar o número de ações possíveis.

E o jogo é isso, no final das cinco rodadas fazemos uma checagem dos cubos de cada jogador, para cada set de cores que você tiver ganha pontos, quem tiver mais pontos ganha.

String Railway : Transport é bastante interessante e divertido, tem uma rejogabilidade enorme, cabe em qualquer mesa de jogatina e tem uma duração boa, deixou uma boa impressão.

Filhotes e Trens no Spaghetti

Para matar a saudade de um dos melhores jogos de 2011, ontem marquei uma partida do divertido Dungeon Petz.

Na mesa tínhamos eu, Bouzada, Peter e Daniel e depois de uma rápida relembrada das regras começamos a abrir nossas pet-shops.


     Tabuleiro central do Dungeon Lords no final do turno.

Nas primeiras duas exibições abri uma boa dianteira, o que nada adianta se você passa as outras duas sem fazer ponto nenhum e com o Bouzada fazendo uma última venda de mais de 30 pontos fica difícil acompanhar. Resultado Bouzada em primeiro, Daniel em segundo, Peter em terceiro e eu em último.

Depois disso o Léo Rossi nos apresentou o String Railway : Transport, um jogo de trem que usa barbantes no lugar de trilhos.

Ele é um jogo bem amarradinho (hehehehe) onde você tem o princípio básico do pick-and-delivery, que é usar as suas rotas e levas os cubos de uma cor para a cidade correspondente.


     O interessante desenrolar do jogo String Railway.

Outra partida ganha pelo Bouzada com a Lu em segundo, o Léo em terceiro, eu em quarto e o Daniel (que substituiu um outro carinha) em quinto. Bom joguinho, vou jogar novamente.

E nas outras mesas do Spoleto tivemos Québec, Yggdrasil, Stone Age, um 'Twilight' Catan e um Manhattan Project e acho que foi só.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Resenha : GOA



Apesar de não ser um jogo novo (ele já tem 8 anos de estrada) o GOA está voltando às paradas por conta da sua segunda edição a ser lançada pela Z-Man em junho desse ano.

E merece esse burbirinho todo, pois o GOA é um daqueles jogos "classudos" que figuram entre os preferidos entre os gamers do mundo todo (não é atoa que ele está entre os 40 melhores no ranking do BoardGameGeek).


Tabuleiro central com as cartas e os tiles. Foto BGG.

Esse é um jogo basicamente de leilão e arrumação de recursos, onde os jogadoes tem tiles de produção e um board de evolução onde gastamos esses recursos para ganharmos pontos e vantagens durante o jogo.

Basicamente ele funciona em dois turnos (com oito rodadas), temos o início de cada rodada onde os jogadores escolhem os tiles a serem leiloados, os leilões são em lance único e o jogador que levar o tile paga o valor ao jogador que escolheu aquele tile (se o mesmo jogador que escolheu ganhar o leilão, paga ao banco).


Tabuleiros individuais, produto e avanços (ao fundo). Foto BGG.

Feito isso, cada jogador tem 3 ações para realizar (no jogo para 4 jogadores), essas ações variam entre produzir bens, descobrir novos territórios, pegar cartas com efeitos, entre várias outras opções, o que faz com que o jogo seja bem apertado.

No final das 8 rodadas os jogadores que conseguirem mais pontos é o vencedor. O grande barato do GOA é saber administrar muito bem a quantidade escassa de jogadas e saber comprar e indicar os tiles certos para tirar melhor vantagem disso.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Dia de notinha!

— A Fantasy Flight deu maiores detalhes sobre o aguardado jogo de miniaturas X-Wing. Ainda não liberaram as regras, mas pela quantidade de componentes, teremos algumas batalhas épicas a caminho.



— Outra da Fantasy Flight é o anúncio do lançamento do jogo Ugg-Tect, party-game dos bons onde os jogadores precisam construir estruturas tentando se entender por sinais e sons gruturais. Farra total!

— E para os fãs do Battle of Westeros, vem aí a terceira casa do jogo. A expansão House of Baratheon e traz também uma mapa épico da batalha de Black Water.



— Preparem seus bolsos para dois jogos que foram destaque ano passado, Trajan (em maio) e Eclipse (em junho), voltam ao mercado. O blog recomenda.

— Os amigos da FunBox e da Ludus continuam com suas reportagens sobre a ABRIN desse ano, passem por lá para as leituras.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Para a Família : Caveman Curling



Já viram uma partida de curling? Aquele jogo que os cara empurram umas pedras pelo gelo enquanto os colegas de time vão passando uma vassourinha para a pedra ir na direção desejada.

Então, transportem isso para o tabuleiro e com os homens da caverna jogando e você terá o Caveman Curling.


Caveman Curling foi uma das atrações da última Torre das Peças.

Nesse jogo somos dois times pré-historicos tentando ganhar um do outro. Os jogadores são divididos em dois times de até 3 jogadores e recebem suas devidas pedras para serem jogadas.

Além das pedras existem os martelos (grande e pequeno) e os totens que servem para chegar mais próximo do centro de pontuação, ou para garantir um novo arremesso de uma das pedras.


Todos os componentes da versão financiada pelo Kickstarter.

Revezando os times os jogadores lançam suas 6 pedras e no final de acordo com o time mais próximo ao centro de pontuação são dados pontos aos times, quem chegar a 6 primeiro ganha.

A diversão é garantida nas disputas pelo melhor lugar, as reviravoltas no placar fazem de Caveman Curling peça obrigatória na sua coleção de jogos família e com uma caixa super prática ele pode ser levado para qualquer lugar sem maiores problemas.

Torre das Peças, edição de Abril


Mesmo sem estar lotado, a Torre recebeu bom público.

Sábado rolou mais uma edição da Torre das Peças, dessa vez com um público menor do que outras edições, mas mesmo assim deixando o Spoleto tomado por jogadores.

Eu já cheguei tarde (depois das 16h), nas mesas rolavam Zeitalter der Vernunft (versão nova para o Struggle of Empires), Game of Thrones, Troyes, Merchants of Middle Ages entre outros.


Disputa acirrada no Caveman Curling.

Esperei uma mesa de Souvlaki Wars terminar para montar dois times para o divertido Caveman Curling.

Nesse jogos os times disputam uma partida emocionante de curling, no tempo das cavernas. Basicamente é um jogo de petelecos com o tema adicionado.

Partida em que o time do Flávio/Groo/outro abriu 1x0 contra eu/Cunha/Beto, mas reagimos virando o jogo para 4x1, mas não seguramos a vantagem e perdemos por 6x4.


Disputa entre peperoni, cebolas e brócolis no Pizza Theory.

Depois disso eu, Groo e Cunha estreamos o Pizza Theory. Divertido jogo onde temos que colocar todos os nossos topings na pizza antes dos adversários. Escolhi mal meus topings, afinal ninguém vai querer uma pizza cheia de brócolis, e o Groo ganhou a partida comigo em segundo e o Cunha em terceiro.

Depois disso para finalizar rolou uma partida de outro jogo bem divertido, o Downfall of Pompeii, onde os jogadores tem que primeiro colocar gente em Pompeia e depois fugir com os caras quando o Vesúvio começar a destruir tudo.


O cidadãos de Pompeia dando mole aos pés do Vesúvio.

Outra vez o Groo ganhou, comigo em segundo e o Nuno e o Cunha depois.

Durante a semana vou fazer resenhas mais detalhadas dos jogos pois tanto o Caveman Curling quanto o Pompeii merecem uma atenção especial pois são bons jogos para jogar em família.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Tentando não se aborrecer jogando.


Galerinha da mesa ao lado jogando Cyclades.

Quem me conhece direito sabe antes mesmo de aprender a andar ou falar eu já tinha aprendido a ser Flamengo, e devido a campanha aborrecedora dos caras na Copa Libertadores preferi ir ao Spoleto do que ficar me estressando em frente a TV.

Não sei se por conta do jogo ou de outro fator eu sei que o Spaghetti estava com bem menos gente do que de costume, quando eu cheguei o Manique estava com uma mesa de Cyclades rolando e o Warny estava terminando a explicação do GOA para o Peter, peguei a quarta vaga dessa mesa.


Tabuleiro central do GOA, é feio, mas o jogo é bom.

Esse é um jogo muito bom que eu joguei uma vez no Calabouço a "séculos" atrás e nunca mais tive oportunidade. Goa é um jogo muito bem amarradinho e um clássico entre os gamers.

Na nossa partida o Warny fez bem o caminho dele e fechou o jogo com mais de dez pontos de diferença pra mim, com o Peter em terceiro e a Lu em último.


Visão geral do Shipyard e todas as suas pecinhas.

Depois disso o jogo entre Emelec e Olímpia estava nos momentos finais, ficamos entre o "classificado" e "estamos fora" até que a partida terminou e deixou a galera meio murcha, então para fechar jogamos um Shipyard levinho.

A partida com 3 (já que o Peter já tinha ido pra casa aborrecido) rolou em pouco mais de uma hora e meia e novamente deu Warny fazendo uma pontuação absurda nas duas cartas de objetivo, eu fiquei em segundo um ponto à frente da Lu.

Lembrando a galera que esse sábado tem Torre das Peças lá no Spoleto, apareçam!

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Essas notinhas que não param!

— Falando de ABRIN os amigos da FunBox trouxeram uma matéria bem legal sobre o novo WAR : Batalhas Mitológicas. Dêem uma olhada.



— Os amigos da Galápagos Jogos anunciou um grande lançamento para 2012, trata-se do Summoner Wars. Esse é um jogo de porrada onde as cartas entram no lugar das miniaturas. Ótima pedida!

— A Fantasy Flight aproveitando a onda do Hobbit anunciou uma expansão grande para o seu LCG do Lord of the Rings todo baseado no livro. Os fãs vão adorar.



— Finalizando, a Days of Wonder deu mais detalhes sobre a aguardada expansão de mapas e cenários para o Small World. Coisa boa vindo por aí.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Rapidinhas de quarta

— Começou essa semana em São Paulo mais uma edição da ABRIN, a maior feira de brinquedos da América Latina. A FunBox está por lá passando as notícias, vai no blog deles e dá uma lida.



— Outro blog com novidades é o aBoard Games que colocou no ar a vídeo-resenha do Citadels. Confere aí em cima.

— Já está disponivel as regras para o Agricola : All Creatures Big and Small. Versão para apenas dois jogadores do consagrado jogo do Uwe Rosenberg.



— Falando ainda do Uwe, ele foi o designer reponsável para passar para o tabuleiro o jogo de videogame Farmerama. De jogo de fazenda o cara entende.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Resenha : Grand Cru



Como prometido na sexta-feira, hoje vou falar mais um pouco do Grand Cru. Nesse jogo somos viniculas competindo entre sí para mostrar e vender seus melhores vinhos e com isso pagarmos nosso investimento incial.

O jogo funciona em três fases distintas. A primeira fase são as ações proprimente ditas, podemos comprar uvas, mexer no preço do mercado, colher as uvas e vender os vinhos.


Visão geral do jogo. Tabuleiro central e dos jogadores. Foto BGG.

Passada essa primeira fase temos a exposição, onde os jogadores que venderam algum vinho ganham pontos de prestígio para gastar em ações extra que são boas para o decorrer do jogo.

Finalizando o turno os jogadores pagam as taxas devidas e se puderem começam a se ver livre dos empréstimos que são adquiridos durante o jogo.


Os tiles de vinhos e ações bonus que são sorteados. Foto BGG.

A partida termina quando o primeiro jogador não tem mais dívidas e aí fechamos a pontuação e quem tiver mais grana ganha.

Grand Cru é um jogo econômico muito bacana, com o tema bem amarradinho e boa dose de estratégia.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Spaghetti pré-feriadão

Aproveitando a véspera do feriado prolongado o pessoal apareceu para uma jogatina antes dos chocolates do domingão.

Eu cheguei mais cedo do que de costume e já tinham duas mesas sendo formadas, uma de Ora et Labora e outra de Battlestar Galactica, e como só eu e o Bouzada estávamos de bobeira puxamos um Taluva para começar os trabalhos.


Muito legal as crianças indo até durante a semana.

Partida muito boa com o Bouzada tentando várias armadilhas durante o jogo, mas no final acabei ganhando construindo os templos e as torres antes dele.

Depois com mais gente chegando no Spoleto escolhemos um joguinho mais pesado, e a escolha para uma mesa com 5 jogadores foi o Grand Cru.


O tabuleiro central do Grand Cru ainda no começo.

Esse é um jogo econômico onde somos produtores de vinhos e temos que correr atrás de todo o investimento feito e pagar nossas dívidas. Grande jogo, semana que vem rola resenha pra ele.


Os tripulantes da Battlestar Galactica.

Na partida o Caldas e o Bouzada claramente conseguiam manter o controle financeiro, eu quase me ferrei em determinado ponto mas consegui uma boa recuperação terminando em terceiro, com o Durval em quarto e o Hélio em quinto.

Quando saí ainda tinham mesas de Bang!, Wiz War e Trajan rolando que devem ter terminado pra lá da meia-noite.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

EXTRA! EXTRA! EXTRA!

A GROW divulgou hoje via Facebook o que parece ser a caixa final do seu grande lançamento de 2012, o jogo Domínio de Carcassonne.



Aparentemente o jogo vem numa caixa do mesmo tamanho dos Colonizadores de Catan e os meeples serão muito parecidos com os originais. Espero que a espessura dele seja igual ao padrão da Rio Grande, para podermos usar as expansões já lançadas.

De qualquer forma é muito legal vermos que a GROW vem mantendo nesses últimos dois anos, lançamentos de jogos que consideramos "ludoteca básica" entre os jogos modernos.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Rapidinhas de terça

— Está no ar a mais nova edição da Ludo Brasil Magazine, e como sempre muitas resenhas e um jogo print-and-play do amigo Hermes da Tércos.



— Outra novidade para ler é o primeiro capítulo do livro Ludificador que está sendo escrito pelo Vince Vader. Baixa e lê!

— Para o pessoal de São Paulo, esse fim de semana tem JogaSampa. Vai ser dia 7 a partir das 11h no Bob's da Av. dos Bandeirantes, 3245. Apareçam que o evento é bom.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Dia de Castelo no Spoleto.


Até as mesas laterais ficam ocupadas em dia de Castelo.

Sábado tivemos mais uma edição do Castelo das Peças e como já é tradição o evento estava cheio e com muita gente nova descobrindo os jogos de tabuleiro.

Quando eu cheguei tinham mesas de Rex, Last Will, Egizia entre outros. E no decorrer do dia tivemos duas mesas non-stop de Catan, uma para 4 e outra comportando 6 jogadores.


O divertido Rummikub e suas pecinhas.

Eu passei o dia mais fazendo social do que jogando, para não dizer que fui lá e nem sentei em mesa alguma, junto com o Shamou e o Caldas jogamos duas partidinhas do Rummikub para aprender, e o jogo é bem bacana.