Publicidade:

terça-feira, 6 de novembro de 2012

(Finalmente) Abrindo a caixa : Glory to Rome


 Em 2009 no Castelo das Peças joguei pela primeira vez o Glory to Rome, gostei pra caramba do jogo, é um card-game inteligente mas era muuuuito feio.

Em 2011 o pessoal da CGF puxou um financiamento coletivo para fazer uma versão mais bonita e com novas regras e expansões. O financiamento foi um sucesso.

Os player-mats e as cartas.

Pois bem, o grande problema foi a produção. Muito problema com a impressão das cartas na China, container parado, enfim, mais de um ano depois recebi finalmente minha Black Box.

O jogo ficou realmente lindo, as cartas com artes minimalistas, a caixa preta com a águia do Império Romano, tudo muito bacana. A expansão com novas cartas e o jogo bonus (o Plato 3000) também são interessantes e tudo com bastante qualidade.

 Zoom nas cartinhas com arte super caprichada.

No final valeu o investimento? Com certeza. Mas valeu a espera? Não, se eu tivesse idéia que esperaria mais de um ano pela minha cópia tinha ficado com a minha versão que eu fiz na ArtCows e que ficou bacana também.

Nenhum comentário: