Publicidade:

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Sáb. 29 - Castelo das Peças


Mesas lotadas durante todo o dia de evento.

Esse sábado rolou um Castelo diferente, primeiro por conta do local, essa edição especialmente foi lá no Spoleto do Largo do Machado (lugar do Spaghetti e da Torre) e depois porque foi uma edição de dia todo, a galera chegou (em peso) de manhã e só sairam pra lá das dez da noite.

Mais de 90 pessoas se revesaram nas mesas com muita coisa boa rolando. Legal foi ver gente nova jogando Stone Age, Catan, Carcassonne entre outros.


Tabuleiro do divertido Zombie Plague.

Eu passei por lá o dia todo e mostrei aos amigos o Tikal II, depois joguei o divertidíssimo Zombie Plague e conheci dois lançamentos de 2010, o Nurenberc e o K2, vou falando mais desses durante a semana, vale dizer que foi um dia super agradável de bons jogos e bom bate-papo.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Notinhas de Terça-feira

— Para os gamers portadores de iCoisos, saiu um aplicativo para o divertido Zombies!!! Baixem e divirtam-se.


Visual do Zombies!! para iCoisos.

— Os colecionadores de HeroClix tiveram duas novidades essa semana, a série Lord of the Rings e a série Iron Maiden. Ambos a serem lançados na ComicCon desse ano.

— Nesse sábado rola Castelo das Peças, essa edição será no Spoleto do Largo do Machado (r. do Catete, 311) e começa as 11h e termina as 22h, taí um bom programa para fim de férias.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Resenha : 7 Wonders



Acho que um dos grandes baratos dos jogos de tabuleiro é a capacidade de reinvenção de mecânicas e estilos de jogos, quando a gente acha que já viu de tudo alguém chega e as vezes com uma solução simples transforma um simples jogo de cartas em algo genial.


Todos os componentes do 7 Wonders. Foto BGG.

Foi exatamente isso que Antoine Bauza (de Ghost Stories e Pony Express) fez com o seu 7 Wonders.

Esse card-game foi uma das grandes sensações de Essen e faz jus a todo o alarde, é um jogo simples, rápido e inteligente, com várias possibilidades para vitória e uma grande rejogabilidade.


Como fica a mesa durante uma partida. Foto BGG.

Basicamente é um jogo de draft (pega X cartas, fica com uma e passa o resto adiante) passado em 3 "eras" onde os jogadores podem se utilizar dos recursos dos adversários (pagando por isso), precisam maximizar seus pontos com algumas combos, se proteger do poder militar dos vizinhos e ainda completar as suas maravilhas para ganhar mais uns pontinhos e benefícios.

Tudo isso de forma dinâmica, as partidas que eu joguei não duraram mais de 40 minutos (com 5 e 6 jogadores). Por esses motivos, 7 Wonders tem tudo para ser um dos grandes destaques nas premiações de 2011, fiquem de olho.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Arrrrrrrrr! Malditos piratas!!!

Enquanto espero chegar o meu Merchants & Marauders, resolvi escrever um pouco sobre esses personagens que, assim como os zumbis, fazem parte de boa parte do imaginário popular e que merecem jogos melhores... estou falando dos nossos amigos piratas!


O tabuleiro do divertido Jamaica. Foto BGG.

Como citei acima, piratas e zumbis são duas "classes" quem conseguem ter grandes exitos em outras mídias, mas nos tabuleiros deixam muito a desejar.

Tenho na minha coleção alguns títulos legais como o Jamaica, Shanghaien e o Rum & Pirates, e já joguei outros tantos como Loot, Cartagena, Caribbean, Mutiny, Pirates of Spanish Main entre outros, mas todos são considerados médios ou light.


E o tabuleiro do promissor Merchants & Marauders. Foto BGG.

A verdade é que títulos não faltam, uma rápida busca no BGG apontam mais de 400 entradas, mas nenhum deles chega nem perto de ser um top 100, embora o Merchants & Marauders esteja subindo rapidamente. Será que finalmente esses bucaneiros conseguirão pilhar umas posições no ranking?

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Primeira Rodada : Mehinaku

Como prometido vou dar uma palhinha sobre uma das apostas para o mercado nacional em 2011, o jogo Mehinaku (que será lançado pela Tóia e distribuido em Portugal pela Runadrake).


A arte-final da capa.

Tive a oportunidade de jogar o protótipo quase finalizado esse sábado juntamente com um dos autores, o amigo Flávio Jandorno (os outros autores são o Antonio Marcelo e o Luis Francisco).

Trata-se de um jogo cooperativo onde cada jogador faz parte de uma tribo indígena tentando expandir e para isso precisa de moradia suficiente para todos e alimento. E ainda tem que se proteger dos "maus espíritos" que cismam em arrumar problemas.


O autor Flávio explicando o jogo durante a Torre das Peças.

O jogo está bacana, com regras fáceis de assimilar e com uma arte (do co-autor do jogo e designer Luis Francisco) caprichada. Ainda precisamos ver a qualidade que a Tóia vai trazer para os componentes, mas tem tudo para surpreender aos jogadores brasileiros.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Sáb. 15 - Torre das Peças


Dia de casa super cheia. Foto Zombie.

Primeiro evento oficial de 2011 aqui no Rio, essa Torre das Peças foi uma das mais cheias dos últimos tempos (mais de 60 pessoas durante todo o evento), também o novo Spoleto além de ser mais fácil de chegar está bem aconchegante e o povo pode ficar jogando literalmente o dia todo.

Eu como sabia disso apareci só na parte da tarde para rever os amigos, inclusive com a ilustre visita do Daniel "Heavy-Gamer de Brasília" que colaborou trazendo várias novidades como o Luna, Vinhos, Olympus e 7 Wonders.


Rolaram dos jogos mais leves até os pesadões como Die Macher. Foto Zombie.

Eu abri os trabalhos jogando o protótipo quase final do mais novo jogo dos amigos Antonio Marcelo e Flávio Jandorno que chama-se Mehinaku e sai na Abrinq desse ano pela Tóia.

Falarei melhor dele durante a semana, mas saibam de ante-mão que essa parceria Tóia/Riachuelo Games vai dar o que falar. Eu fiquei com uma excelente impressão desse jogo.


Flávio, Fel e eu numa partida do divertido Mehinaku. Foto Zombie.

Depois dele parti para duas partidas diretas do 7 Wonders. Outro jogo que falarei melhor durante a semana, mas fica aqui a minha opinião : um dos melhores jogos de 2010 com certeza!

Como sempre foi um evento muito animado e é sempre maneiro encontrar as figurinhas das jogatinas para bater um papo, e foi um bom aquecimento para o Castelo do dia 29.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Resenha : Merkator

Ontem tive a oportunidade de jogar o mais novo jogo do Uwe "Agricola" Rosenberg, ele se chama Merkator e foi lançado na última Essen.



Nele fazemos o papel de mercadores que precisam cumprir contratos para com isso ganhar prestígio e poder cumprir contratos melhores.

A mecânica do jogo é bem inteligente e interessante, temos uma primeira fase de investimento, onde o jogador da vez pode vender contratos menores para com isso conseguir grana para comprar cartas bonus (que dão pontos no final ou fazem que o jogador receba mais cubos de bens durante as viagens).


Tabuleiro central com as cidades, ampulhetas e cartas.

Depois disso o jogador escolhe uma das cidades do mapa para ir, nessa cidade ele recebe cubos e pode cumprir os contratos, os outros jogadores podem pagar para ir de carona nessa viagem e cumprir também seus contratos.

Uma vez que você cumpra esse contrato você recebe um novo de um valor imediatamente acima (cumpriu um nível 3, ganha um nível 4) e basicamente o jogo se desenrola dessa forma.


O tabuleiro de cada jogador onde colocamos nossos bens e contratos.

Ele termina de duas formas, a primeira é se os tokens de ampulheta (que você ganha em determinadas cidades) acabarem ou quando o primeiro jogador cumprir um contrato de nível 10, e aí o jogador que tiver mais pontos entre os contratos e as cartas de bonus ganha.

Da série de jogos do Uwe esse é o mais flúido e que se desenvolve mais rápido, apesar de não estar no nível de um Agricola ou Le Havre é um jogo bem bacana que verá mesa mais vezes com certeza.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Notinhas de Terça-feira

Devido a uma lombalgia sinistra, não tenho conseguido jogar nada ultimamente, então para não deixar o blog paradão vamos a algumas notinhas.

— A Days of Wonder está anunciando um joguinho novo para esse primeiro semestre, ele chama-se Cargo Noir e tem uma cara interessante, vamos esperar as regras para ver se vale a pena.


Como sempre o visual dos jogos da DoW é promissor.

— Outra da DoW. Uma pequena expansão do Ticket to Ride chamada Alvin & Dexter que trazem um godzila e um alienígena para o jogo. Parece divertido (pra quem curte).

— Mudança de endereço em TODOS os eventos aqui do Rio de Janeiro. Agora Castelo (dia 29), Torre (dia 15) e Spaghetti (toda quinta-feira) vão ser no Spoleto do Largo do Machado (Rua do Catete, 311 - Galeria do Cine São Luiz).

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Primeira Rodada : Republic of Rome

Estou estreando um novo "marcador" aqui no blog, ele chama-se Primeira Rodada e vai trazer as primeiras impressões sobre os jogos. Basicamente seria abrir a caixa, olhar os componentes, dar uma olhada nas regras e comentar tudo isso.



Para estrear escolhi o meu presente de Secret Santa, o Republic of Rome.

Esse é um relançamento de um clássico da Avalon Hill (1990) e saiu numa edição caprichada pela Valley Games (2009).


Tabuleiro, tokens, caixa tudo acima do padrão. Parabéns a Valley.

A qualidade e a beleza dos componentes, é algo que já vale a compra, mas parece que esse é um daqueles "brain-burner" de primeira linha. O manual tem mais de 25 páginas, e pelo que eu lí o jogo parece ter um embasamento histórico bastante apurado (para cobrir os 250 anos de Império Romano).

Agora é terminar de ler as regras e partir pra uma learning-session solo (o jogo comporta partidas assim) para ver qualé.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Feliz 2011... Novo "ano lúdico" começando...

FELIZ 2011 para os amigos de jogatina! Por aqui eu passei um reveillon bem bacana com os amigos, fomos para uma casinha em Teresópolis e passamos alguns dias bebendo, comendo, vendo filmes e é claro, jogando.

As crianças (eram 3 na casa) jogaram Pula Macaco, Knuckling Knights, Puxa-Puxa Batatinha entre outros e os adultos tiveram mesas de Niagara, Villa Paletti (que foi sucesso absoluto), Small World e A la Carte.


A torre tá subindo no Villa Paletti (amigo Saulo ao fundo).

Foi um bom início de ano, agora é continuar nas jogatinas e fazer de 2011 o "ano do tabuleiro".

E por falar em jogatina, o Spaguetti das Peças está de casa nova, agora fomos para o Spoleto do Largo do Machado na Rua do Catete, 311 (galeria do Cine São Luiz do lado do metrô Largo do Machado).