Publicidade:

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Resenha : Dungeon Petz



Continuando a semana de resenhas do blog, hoje apresentamos Dungeon Petz do grande Vlaada Chvátil (autor do Through the Ages e do Galaxy Trucker).

Nesse somos imps que após um trabalho frustrado nos dungeons da vida resolvem voltar a sua cidade natal e começar o maravilhoso negócio de Pet-shop... para monstrinhos.


Tabuleiro de cada jogador e seus imps.

No jogo temos duas mecânicas bem fortes, a seleção simultânea de ações e as de work-placement. Em cada rodada primeiramente separamos os imps em grupos no nosso tabuleiro, feito isso eles vão ao mercado.

No mercado podemos comprar gaiolas novas, melhorias para as gaiolas, comida para os animais, contratar nossos familiares vindos do exterior, pegar ítens especiais, deixar um imp pronto para vender os bichinhos e obviamente, comprar os bichinhos.


Tabuleiro central com o mercado e suas funções.

Depois disso temos que atender as necessidades dos nossos pets, e eles exigem muito dos pobres imps. Eles fazem coco nas jaulas, estão sempre com fome, querem brincar e as vezes ficam fulos da vida e precisam ser segurados (isso quando não desenvolvem algum tentáculo vindo do nada).

Se resolvermos bem essas pendengas fica tudo legal, se não, os bichinhos começam a ficar tristes e podem fugir, desaparecer e o pior, podem até morrer, e isso não é bom.


Visão geral do jogo, arte e componentes caprichados.

Passado tudo isso, aí sim nosso esforço é recompensado, os bichinhos são expostos (à partir da segunda rodada) e depois vendidos para os colecionadores (à partir da terceira rodada), e no final o jogador que tiver a maior reputação entre os donos de pet-shop é o grande vencedor.

Apesar do tema, o jogo não tem nada de bobinho e é bem "eurozão" com mecânicas interessantes e boa dose de estratégia e interação (principalmente nas escolhas das ações). Dungeon Petz acaba sendo um jogo bem interessante, bastante temático e divertido, um dos grandes lançamentos em Essen com certeza.

Nenhum comentário: