sexta-feira, 29 de abril de 2011

Resenha : DungeonQuest



Ontem joguei lá no Spaghetti das Peças uma partida de DungeonQuest, a muito tempo tava curioso para jogá-lo e desde que comprei ele pra mim estava só esperando a oportunidade.

Basicamente ele é um jogo de entre/pilhe/mate/saia que quem já jogou RPG alguma vez na vida está acostumado. Temos um grande tabuleiro vazio, quatro entradas por onde os heróis vão montando os tiles e um grande tesouro guardado por um dragãozinho no centro do tabuleiro.


Ai estão os heróis que desafiarão os perigos do labirinto. Foto BGG.

A mecânica é super simples, você tem uma ação entre algumas possíveis, elas podem ser andar, verificar um tile aberto ou resolver alguma pendenga (tipo sair de armadilha).

O bacana do jogo é deixar o espirito aventureiro funcionar ao máximo e ir pegando o máximo de tesouros enquanto dá tempo de fugir com eles sem acordar o dragão, pois conforme o tempo passa maiores as chances do jogo terminar sem vencedores.


O mapa se formando com todas as armadilhas. Foto BGG.

Outra coisa legal é o sistema de combate que tem um mecanismo interessante de utilização de cartas e apesar de aparentemente ter muita sorte envolvida, ele pode vir a ser bem estratégico.

O jogo é muito bacana e apesar dos textos em inglês dá para jogar com a mulecada (se devidamente auxiliadas) pois ele é rapidinho e bem divertido.

2 comentários:

Leandro Zombie disse...

Poxa, eu ouvi tanta gente falando mal do jogo que não havia me interessado. Mas o seu report despertou minha curiosidade, Cacá.

Bora marcar uma joga?

Carlos disse...

Que tanta gente, o Fel??? vai na onda dele não que ele não gosta de nada... hHAHAHhahAHa...

Vamos marcar sim... Abraços...