Publicidade:

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Resenha : Asara



Asara é o mais novo jogo da dupla Wolfgang Kramer e Michael Kiesling, mesma dupla responsável por alguns clássicos como a trilogia das máscaras e Maharaja.

Nesse jogo, diferente da assinatura da dupla, não temos um jogo de controle de áerea e sim uma nova apresentação para a mecânica de work-placement.

No Asara temos como objetivo sermos os arquitetos que mais constroem e para isso temos que ir para o mercado comprar material para erguemos nossas torres mais altas e mais chamativas que a dos nossos concorrentes.


O bonito tabuleiro central com seus mercados.

Para isso temos um tabuleiro central (com uma arte caprichada do Franz Vohwinkel) onde são dispostos os mercados e a área para pagarmos pela construção.

Na hora das compras é que a dupla mostra o seu diferencial, ao invés de usarmos pecinhas para os trabalhadores, temos um deck com 5 cores e a primeira cor usada em cada mercado os outros jogadores tem que seguir aquela cor (ou usar dois trabalhadores quaisquer para compensar).


Close no mercado dos "topos" das torres.

Depois disso vamos a montagem das torres propriamente dita, onde colocamos a base, miolo, janelas e topo e essas construções são o que vão dar ponto no final dos quatro turnos de jogo e uma pontuação final para determinar que vence.

Como saldo final temos um jogo enxuto, leve (mas não bobo), que flui muito rápido, tranquilo de explicar e com boa rejogabilidade. Mais um ponto para a dupla.

4 comentários:

Carlos Abrunhosa disse...

Já bem a caminho!
Não vejo a hora e ver a arte deste Asara, claramente o aspecto que me atraiu mais na hora de comprar... coisas difíceis de explicar em termos racionais!
Abraço e só espero que seja mesmo porreiro!
Carlos

Cacá disse...

Fala Carlos... grande jogo sim, acho que você vai gostar bastante...

Abraços...

jp_limac disse...

Opa, Cacá! Excelente resenha, que fez meu interesse pelo jogo aumentar substancialmente.

Me diga, há alguma tradução das regras do mesmo para português?

Um abraço

Cacá disse...

Fala rapaz.. cara, só regras em inglês mesmo, mas elas são bem tranquilas de se aprender...