Publicidade:

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Resenha : Steam Barons



Primeiro vamos deixar algumas coisas claras, apesar de ser vendido como expansão do Steam, o Barons é um jogo completamente diferente, e é justamente por ser outro jogo que ele vale a resenha.

Nesse jogo os jogadores investem em 6 companhias diferentes e o maior acionista é quem toma as decisões de como e onde construir os trilhos para melhor atender a entrega dos "cubos" pelo mapa.


O mapa e os trenzinhos de madeira.

Como nos jogos da linha de stock-market em geral, o lance aqui é encher a burra de dinheiro com uma empresa, vender suas ações e começar a sugar o sangue de outra. O segredo? Não se apegue.

Grande jogo com a assinatura do mestre Martin Wallace, a caixa traz além dos trenzinhos de madeira (que podem e DEVEM ser usados na versão Steam do jogo) dois mapas com regras distintas (que também podem ser usados na versão Steam).


As seis empresas que estão sempre no mercado para os jogadores.

Se você tem o Steam normal, vale muito a aquisição do Barons, pois você vai ter dois jogos diferentes acima da média.

Um comentário:

Leandro disse...

O Barons realmente é um outro jogo. Tive a oportunidade de jogá-lo duas vezes num intervalo de uma semana e o jogo realmente me impresssionou. Foi pro meu Top 5.

Eu acho o Steam base um ótimo jogo, mas o Barons, com suas companhias, acrescentou uma nova camada estratégica, que deixou o jogo fabuloso.

O único revés, na minha opinião, é o preço dos jogos para quem não possui o Steam base. Comprar os dois sai por volta de 100 dólares mais frete. Mesmo assim, já está na minha wishlist.

Ahhh... Outro incômodo é a grande semelhança entre as peças (trenzinhos) das companhias "branco" e "madeira natural". Pelo preço e nível de acabamento geral, este tipo de problema não deveria ter ocorrido.

Abs,
Leandro.