Publicidade:

domingo, 29 de agosto de 2010

Sáb. 28 - Castelo das Peças


As mesas sempre movimentadas do Castelo.

Final de mês chegando e como sempre, último sábado do mês é sábado de Castelo. Essa edição tivemos um público abaixo do normal, mas mais de 50 pessoas passaram pelas salas do SESC de Copacabana.

Um dos novos queridinhos dos gamers cariocas viu mesa umas duas vezes, o Egizia, outro que esteve presente em pelo menos duas partidas foi o Yspahan. Outros grandes jogos figuraram nas mesas, tais como Catan, Utopia, Ad Astra, Reef Encounter e os mais "palha" como Level X, Cloud 9, Nanuk entre outros.


As famigeradas cartinhas do Tales & Legends no Small World.

Eu comecei jogando um Small World com tudo o que tem direito, incluindo aí as cartas do Tales & Legends. Foi uma partida excelente, uma das mais divertidas que eu já joguei. Optamos pelo deck que bagunça mais o coreto e o resultado não poderia ser diferente, tanto que nas duas últimas rodadas um evento colocava todas as raças ativas em declínio e o evento seguinte limpava as raças em declínio do tabuleiro... imaginem o estrago. No final Warny ganhou, comigo em segundo, Victor em terceiro, Nuno em quarto e o Leandro Zombie em último.

Depois disso fui conhecer um jogo que eu estava na pilha, o Revolution! Ele é um jogo da Steve Jackson games e usa leilão secreto e controle de área.


O tabuleiro central do bacana Revolution!

Produção caprichadíssima e um jogo muito interessante. Apesar da atuação pífia fiquei com uma excelente impressão sobre ele (tanto que foi pra lista de compras). Na nossa partida o Fel ficou em primeiro, com o Zombie em segundo seguido do Chris e eu em último (beeeem último).

Após a parada pro almoço (que é sempre acompanhada de um bom bate-papo com os amigos), rolou uma partida de apresentação do HeroScape para o Zombie.

Ele levou o MasterSet 3 dele (o baseado no universo de Dungeons & Dragons) e eu levei meus bonequinhos. Cada um montou um exército de 600 pontos e partimos para porrada até não haver adversário na mesa.


Porrada comendo no HeroScape.

Apesar de um começo arrasador e com muita sorte nos dados, não consegui segurar as investidas do Troll (desgraçado que se cura) do Zombie, resultado acabou ele ganhando. Maneiro foi que ele é mais um para a turma do HeroScape carioca, daqui a pouco dá pra montar uns mesões legais.

Para finalizar um "filler" muito divertido chamado Adios Amigos. Nele temos cartas de "desperados" com dois números, temos também uns marcadores que são a nossa munição e temos dois reload e uma dinamite. A cada rodada (são 5 no total) os jogadores abrem 3 cartas e temos que matar os adversários e ser o único sobrevivente. Para matar os adversários ou usamos o somatório dos números de cada carta, ou a diferença.


O bonito tabuleiro do Utopia.

O jogo é uma farra só, tudo em "real-time" e com muita gritaria envolvida. Na nossa partida acabei sendo o gatilho mais rápido da mesa, com o Warny em segundo, Flávio em terceiro e Rogério em quarto.

Mais uma edição super bacana do Castelo. Agora fica o convite para os amigos de fora do Rio virem para edição de aniversário em Setembro, vão ser dois dias de eventos com sorteios de vários jogos, math-trade frete-free e muita jogatina. Marquem aí, 25 e 26 de setembro.

3 comentários:

Leandro Zombie disse...

Cacá,

me amarrei muito nas jogas (inclusive no Small World, no qual tomei uma surra).

E fazia tempo que não jogava nada com vc.

Valeu por ter me apresentado o Heroscape e pode ter certeza de que sou mais um para o grupo carioca. To ansioso pelo próximo confronto.

Tb gostei muito do Revolution, que acabou se mostrando uma ótima surpresa. Apenas uma pequena correção: acabei ganhando do Fel no Revolution do final - fiquei com 185 pontos e ele com 180.

ABrax

Gottin disse...

Oi, legal as fotos. Nessa imagem aqui (http://2.bp.blogspot.com/_sgdE1jYjGY0/THsR98ZFfQI/AAAAAAAAIr0/IJRECyaKKZk/s1600/DSCF5363.JPG), qual é o primeiro jogo, de cartas, que o pessoal ali está jogando?
Vejo "tokens" de dinheiro e cartas em "tap", mas não reconheço as cartas de lugar nenhum.

Cacá disse...

Fala Gottin... Esse jogo chama-se Nostra City, e cada jogador é um membro de uma família de mafiosos tentando controlar a cidade enquanto tentam libertar o chefão (isso se nenhum dos jogadores for um agente infiltrado)... É legalzinho.. =)