Publicidade:

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Ter. 07 - Casa do Gurgel

Ontem foi dia de rever alguns amigos, depois de muito tempo dei um pulinho na casa do Gurgel para jogar com a galera de lá. Chegando lá já estavam além do dono da casa, o Bruno e o Filipe (novos jogadores), o Marcelo e o Lucas. Puxei o Small World pra apresentar ao povo.


Small World logo no início da partida.

Mesa cheia de Small World é sempre divertida, e sairam umas combos interessantes, como Gigantes Voadores, Ratos com Pilhagem e Ghouls Bersekers. Eu caí na asneira de pontuar muito bem em uma rodada, essa foi minha sentença de morte (fiz 15 em uma e 4 na rodada seguinte). Já o Marcelo foi pontuando bem e pegou umas combos interessantes o que garantiu a vitória dele, eu fiquei em segundo, o Filipe em terceiro (graças aos Trolls que pontuaram bem e ficaram pontuando praticamente o jogo todo), o Gurgel em quarto e o Bruno em último.

Enquanto jogávamos mais uma galera chegou, jogou um Nexus Ops e depois do pit-stop para comida e bate-papo puxamos uma mesa com 11 de Bang!.


Mesa grande de Bang!, não deu pro xerife.

Ao contrário do que se possa imaginar, foi uma partida longa com o Marcelo de xerife e tiros comendo solto. Eu comecei com um papel de 3 de vida achando que não conseguir nem chegar na minha vez, mas até que eu durei muito, até pensei que poderia divir a vitória com os bandidos, mas um "comparsa-cubra" acabou me matando. Final, Gurgel ganhou com a morte do xerife, não antes da cidade-fantasma fazer a festa dos mortos.

Pra fechar a noite dividimos a mesa, uma galera foi pro Red Dragon Inn e outra resolveu jogar o Bootleggers.


Bootleggers, jogo bonito, mas chatinho.

Nesse jogo, somo mafiosos na época da lei-seca tentando vender nossas bebidinhas nos bares e sem entrar muito em conflito com os outros mafiosos. As regras são bem simples: leilão para cartas especiais, colocação de influência nos bares, produção de bebidas, venda e vida que segue, quem tiver mais grana no final ganha.

O jogo é muito chatinho e mecânico, e mesmo com bastante interação entre os jogadores ele não empolga, já tinha jogado ele uma vez a muito tempo atrás e ontem reforcei minha opinião sobre ele. No final acabei ganhando mas nem conta muito pois já queríamos que o jogo acabasse mesmo, e a última rodada nem foi tão séria assim.

— — — — — — — — — — — — — —



Chegou a encomenda que eu fiz na Alemanha, e veio sem taxação, o que é sempre uma felicidade. Na caixa a expansão do Tribune, o Alea Iacta Est (novo "medium-box" da Alea), o Pack & Stack e o Fire & Axe. Agora com tanta coisa nova na coleção, é ficar um tempo sem comprar nada e gastar esses que chegaram, ou como diz o meu amigo Victor "zerar os jogos novos".

4 comentários:

Edu disse...

Grande Cacá,

Tenho muita vontade de jogar o Tribune e o Small World.

Isso que é um gamer mesmo, comprando direto da Alemanha, hehehe.

abraço

Cacá disse...

Fala Edu... cara, a dica é a seguinte... a Spiele-Offensive tem uns preços muito bons e o frete é fixo (30 euros)... Vale a pena...

Esse jogos todos sairam por 230 reais (já com frete)...

Abraços...

Kinho, El Primoroso disse...

O Small World tem sido muito falado ultimamente... realmente vale a compra?

E Bang! sempre faz sucesso em grandes mesas! Abraço

Cacá disse...

Fala Kinho, com certeza vale a compra, um jogo excelente com uma rejogabilidade absurda... Vale cada centavo... =)

O Bang é um clássico...

Abraços,