Publicidade:

segunda-feira, 30 de março de 2009

Mar. 28 - Castelo das Peças, by Fel

O Castelo das Peças contou com uma sala cheia com a galera de Warhammer 40k e outra com várias caras novas. Um animado grupo de alunos do Antônio Marcelo, uma galera que chegou através da Reportagem do JB e as figurinhas carimbadas que estavam sumidas como o Luciano, o González e o Christiano.

Quando eu cheguei o Wykthor estava contando a história dos palácios franceses e toda a linhagem de nobres na França Medieval para o Lúcio em uma partida para 2 jogadores de Royal Palace.


Casa cheia com a mulecada nova e o povo "old-school". Foto Shamou.

O Flávio estava explicando o Wasabi, o Antônio estava jogando Tannhäuser, o Space Hulk comandado pelo Shamou e um Mag Blast com o Leandro Zombie. Jogos leves mas todo mundo se divertindo. O mais pesado mesmo foi o Fire and Axe que o González finalmente conseguiu jogar depois de um ano trazendo pro Castelo sem sucesso.

Eu ia jogar uma partida de Race for the Galaxy com o Warny, aí apareceu um pra aprender e o Christiano perguntou se tinha vaga pra ele e pra Chris. Foi bem legal para testarmos o setup com 5 jogadores. Senti a sorte pesar mais e como a galera tava meio perdida com a expansão rolaram umas escolhas um pouco estranhas mas bem comuns para quem tá encarando o Race pela 1a vez. O Christiano acabou ganhando com uma estratégia militar garantindo pontos importantes de objetivo.


O organizador Antonio Marcelo ensinando Catan. Foto Shamou.

Depois , rolou uma super mesa de Castle for All Seasons. Todo mundo queria conhecer o jogo não só por ter no BSW como pela arte belíssima e o jogo ser bem "promissor". Acabei ensinando o jogo pra 9 pessoas ao mesmo tempo! Apesar de ter a edição alemã, os ícones são bem intuitivos e a galera não teve problema nenhum durante a partida. Agora quero jogar o mapa do Inverno pra ver como funciona. Só não gosto de dizer que é um jogo de worker placement, ele é basicamente um jogo de seleção de papéis em que a escolha de cada jogador vai influenciar bastante na decisão do outro.


O lindo tabuleiro do Castle of All Seasons. Foto Shamou.

Eu acabei puxando o Fruit Fair com o Camilo, o Márcio e o Léo, filho do Camilo. É um jogo bem colorido, com um visual meio infantil mas com uma mecânica bem interessante e decisões difíceis ao longo do jogo. Rola bastante marcação e gerenciamento dos recursos.
Acabou o Márcio vencendo com uma boa jogada na última rodada virando pra cima do Camilo. Com uma temática diferente e a arte do Michael Menzel entraria facilmente no meu top 20.

Nisso tinha rolado Pickomino, Escalation, Settlers of Catan, UNO (!) e Cloud 9. Pra fechar o dia, puxei o Witch's Brew de novo e mostrei pro Márcio, Camilo e Léo. Como a galera é fã de jogo de porrada, todo mundo terminou num pega pra capar e o Léo ganhou de lavada.


Mesa cheia com muitos novatos no Tannhäuser. Foto Shamou.

Saindo de lá, eu, Wykthor e Warny tínhamos planejado jogar mas o Wykthor tava passando mal acabou que eu e Warny decidimos ir pro Bruno. Lá eles me ensinaram o Attika, um joguinho do amigo do Bouzada, o Casasola, com uma dose de sorte boa pra dar rejogabilidade, mponentes agradáveis , tile placement e hand management coisas q eu gosto bastante. A interação é meio destrutiva então eu já comecei botando meu primeiro tile no templo do Warny.

Acabou rolando uma vitória meio mosca morta porque eu tava tentando vencer daquele modo de fazer um caminho juntando dois templos. O Warny ficou a um tile de completar , ele preferiu atacar do que defender e eu tinha dois tiles prontos pra fechar o jogo.


Essa edição bombou tanto que teve gente no chão. Foto Shamou.

Depois, a gente jogou o Fruit Fair de novo. Com a manha que eu peguei na partida do Castelo acabei dosando melhor a questão do "recursos x vp" e ganhei a partida. Aí a gente foi ver a corrida de F1 com o Rubinho largando mal pra variar (hehehehhee).

Saldo bastante positivo, principalmente com a aparição da galera que viu a reportagem do JB, conversei com o pai de um garoto e o filho (de 10 anos) que viu a reportagem e pediu pra jogar Monopoly! Espero que a gente consiga logo uma cópia pra mostrar pra essa galera.

4 comentários:

soledade disse...

Ainda que seja pelo Monopoly é sempre bom trazer alguém para os jogos.

Eu gostava de experimentar o Witch's Brew mas não consigo uma versão inglesa. É tudo em alemão, por aqui.

O Castle for all Seasons também ainda não experimentei com o lado do inverno mas, não será fácil. Aqui a minha tribo não gostou do jogo e, portanto, não me parece que vá ser fácil conseguir voltar a jogá-lo. Mas ainda vou tentar.

Abraços
PS

Cacá disse...

Por aqui temos em alemão e em inglês, mas ainda não consegui jogar tb...

O Castle vou experimentar hoje, depois posto as minhas impressões sobre ele, mas parece ser um jogo que me agrada...

Abraços brasileiros...

Leandro Zombie disse...

Pessoal, a última edição do Castelo foi realmente sui generis. Nunca vi tão cheia. TInha gente jogando UNO no chão.
A reportagem no JB começou a dar seus frutos.
Vc fez falta, Cacá!

Cacá disse...

Grande Leandro... Realmente dessa vez não deu pra ir, mas em abril estarei lá jogando TI no chão.. hAHhahAHha...

Abraços...