sexta-feira, 20 de março de 2009

ENTREVISTA : Donald X. Vaccarino (parte 2)

Fiquem agora com a segunda parte da nossa entrevista com o Donald.
Now, the highly anticipated final part of our interview with Donald.

EatJ?: alguns jogadores dizem que a "Capela" eh melhor carta do set inteiro. Sera q podemos esperar mais respostas para o seu atual dominio no jogo-base?

EatJ?: Some players claim that the "Chapel" is the best card in the entire set. Can we expect more answers to its dominance in the current environment?

DV: De fato não, mas com certeza. Nenhuma expansão faz um “esforço” para afetar a "Capela" diretamente. No entanto, todas as expansões terão cartas que, inevitavelmente, irão acabar atrapalhando-a, do mesmo jeito que o set principal faz. E claro, ter mais cartas , significa que você verá menos a "Capela".

Ela é uma carta muito poderosa com um efeito dramático no jogo. No entanto, pode ser vencida. E mesmo os decks baseados na "Capela" não serão idênticos. Ele te dá muito espaço para explorar, desde o “isso é inútil , exceto contra a "Bruxa"?” até o deck de 5 cartas com "Chapel", "Throne Room" e "Remodel". Eu não me arrependo de tê-la no set.


DV: Well not really but sure. None of the expansions make any effort whatsoever to hurt "Chapel". Nevertheless every expansion will have cards that do hurt it, as a matter of course, just as the main set does; and just having more cards means you'll see "Chapel" less often.

"Chapel" is a powerful card that has a dramatic effect on the game. It can be beaten though, and "Chapel-based" decks don't all look identical either. It gives you a lot of space to explore, from the initial "so this is useless except against Witch?" to the 5-card "Chapel" / "Throne Room" / "Remodel" deck. I do not regret having it in the set.



EatJ?: Os melhores jogadores do BSW elaboraram uma estratégia praticamente invencível para o Set Básico recomendado no manual de regras. Você percebeu durante os testes que esse set seria tão poderoso na mão de jogadores muito experientes?

EatJ?: Top-BSW players have elaborated an unbeatable strategy for the Basic Deck itself. Did you realized during playtesting that this set would be such a powerhouse for advanced players?

DV: Qualquer set fixo de 10 cartas, eventualmente, vai ser resolvido. O jogo foi feito para ser jogado com 10 cartas aleatórias. Se as 10 cartas que você distribui tem uma solução, tudo bem, nem todo mundo vai vê-la. Na verdade, para você ter uma visão de toda a interação entre as cartas serão necessárias várias partidas. E quando esse momento chegar, você certamente estará jogando com um novo set de 10 cartas.

Se você jogar, repetidamente, os sets recomendados no manual de regras, você vai “solucioná-los”. Ou você vai ter a melhor estratégia para cada um dos decks ou uma gama de estratégias otimizadas que vão mudar de acordo com o que os outros jogadores estão fazendo. Eu realmente não sei qual é´a melhor estratégia para o set básico, eu quase sempre jogo com sets randômicos. Para o primeiro jogo, eu queria um set simples, rápido e com uma variedade de estratégias óbvias. Como ele seria jogado após dez partidas não era um problema para mim.


DV: If by the "Basic Deck" you mean the "first game" recommended set of 10, well any set of 10 cards is going to be solvable in the long run. The game is intended to be played with random cards. If the random 10 you deal out have a solution, that's fine; not everyone will see it, and in fact it make take several games with the same 10 before you fully see how they work together. By that time you will be playing a different set of 10.

If you do repeatedly play the recommended sets in the rulebook, you'll solve them; you'll end up with either a best strategy for each, or a set of best strategies that depend on what the other players do. I don't actually know what the best strategy is for the "first game" set; I almost always play random sets. For the "first game" we wanted something simple, fast, and with a variety of obvious strategies. How it played after playing it 10 times wasn't an issue.


EatJ?: Entre os jogadores experientes, o "Chanceler" não é uma carta muito popular. Você queria um ambiente de “CCG” com algumas cartas sendo mais populares do que outras após várias partidas?

EatJ?: Among the top players, Chancellor seems to be a low-priority choice. Did you want a TCG-environment with some cards being more popular than others after a lot of plays?
DV: Na verdade não, se as pessoas não estão usando alguma carta, nós deveríamos mudá-la ou substituí-la. Sempre haverá uma carta pior. Em um mundo ideal, o valor das cartas iria variar dependendo das outras nove no set de modo que até a pior carta poderia ser jogada. E eu acho que esse é o caso do "Chanceler". Eu certamente uso ele de vez em quando.

A intenção é que todas as cartas sejam usadas. Se uma carta em particular é admirada por jogadores novatos mas não por veteranos, isso não é necessariamente ruim, dependendo do que essa carta traz para esses novos jogadores. No entanto, se alguma carta parece “morta” nós tiramos ela. Eu não percebi que as pessoas iriam ter uma aversão tão grande ao "Chanceler" como elas têm ou eu teria considerado substituí-lo.


DV: Not really. If people aren't playing a card, we should change it or replace it. Now there will always be a worst card. But ideally the cards change in value depending on what else is out, such that even the worst card sees some play. And I think this is the case with "Chancellor"; I certainly play it sometimes.

The intention is to have all cards be played. If a particular card is admired by new players but not by veterans, that isn't necessarily bad, depending on what the card brings to the game for those new players. But if anything seems to just be a dud, we take it out. I didn't realize people would dislike "Chancellor" as much as they do, or I would have considered replacing it.


Um dos jogos mais acessados no BSW ultimamente.

EatJ?: A “Black Market” já nos apresenta uma novidade (a possibilidade de comprar cartas fora do setup original), o que podemos esperar para as próximas expansões?

EatJ?: "Black Market" showed us a new mechanic (buying cards outside the original setup). What else can we expect for the upcoming expansions?

DV: Ainda é muito cedo para revelar as cartas da primeira expansão, desculpa! Eu acho que os jogadores vão achar a primeira expansão satisfatoriamente renovadora. Várias coisas que os jogadores especificamente citaram como desejo para a expansão estarão lá. Depois, teremos uma segunda expansão, mais exótica e eu acho que os jogadores irão gostar dela também.

DV: It's still too early to spoil cards from the first expansion. Sorry! I think players will find the first expansion satisfyingly fresh. Several things players have specifically cited as wanting, it has. Then the second expansion gets more exotic, and I think players will like that too.

EatJ?: Além do Dominion, já tem algum outro projeto em andamento?

EatJ?: Besides Dominion, do you have any other Project under way?

DV: A Rio Grande está publicando outro jogo meu, um jogo infantil. E existem expansões do Dominion a caminho. Eu não trabalhei em outros jogos ultimamente, mas eu tenho mais de uma década de jogos próprios esperando que eu o mostre para os fabricantes. Eu também estou acumulando notas para jogos novos e vou começar a focar nelas quando eu terminar mais algumas expansões de Dominion.


As cartas bônus vendidas para os usuários do BGG.

DV: Rio Grande Games is publishing another game of mine - a children's game - and there are Dominion expansions on the way. I have not worked on other new games lately, but I have over a decade of games sitting around waiting for me to show them to publishers. I have been piling up notes for new games, and will get to those when I finish up some more of these Dominion expansions.

EatJ?: Obrigado pela entrevista e sucesso nas próximas empreitadas. Dominion tem vários jogadores aqui no Brasil, você quer deixar alguma mensagem para os nossos leitores?

EatJ?: Thank you for the interview and success on your next design. Dominion have a lot of brazilian players, would you leave a message for them and the blog readers?

DV: Sim! Vocês são as únicas pessoas que realmente existem. E vocês só existem realmente enquanto estiverem lendo essa entrevista.

DV: Yes! You are the only person who really exists. And you only exist while you're reading this interview.

Todas as traduções foram feitas pelo grande amigo Fel.

3 comentários:

Fel disse...

Boa Cacá!

Dominion rlz, que venham as expansões.

LL EATJ!

Edu disse...

Fala Cacá,

Acabei de ler as duas partes ad entrevista, ficou bom demais, parabéns.

abs,
Edu

Luish Coelho disse...

bacana demais poder ouvir o cara, valeu.