sábado, 12 de julho de 2008

Session Report : Jul. 10 - Calabouço das Peças

Mais uma semana de joga no Calabouço e dessa vez lá parecia o Castelo, tava bombando, chegamos a ter 4 mesas simultâneas de jogos e quase 20 pessoas.

Mas vamos começar do começo. Tenho chegado por lá tarde, então sempre tenho que esperar algum jogo acabar para poder entrar na brincadeira. Dessa vez eram 3 mesas ativas, uma com o Age of Empires III, outra com o Galaxy Trucker e a terceira com Powergrid.

Acabou que não demorou muito e chegou o Warny e resolvemos ir jogando um Race for the Galaxy, que eu ainda não tinha jogado e estava muito na pilha.


As muitas cartas do Race for the Galaxy. Imagem BGG.

E o jogo respondeu as minhas expectativas, um jogão. Pra quem ainda não leu nada a respeito, ele é um card-game no estilo San Juan (escolha de ações, construções e produção), mas com algumas mudanças que na minha opinião, fizeram com que ele seja superior ao outro.

Foram duas partidas rapidinhas, uma vitória minha e outra do Warny, certamente jogarei ele mais vezes (isso se não acabar fazendo uma versão home-made pra mim).

Depois disso duas mesas já tinham terminado (aconselho lerem o review das outras mesas e da mega-jogatina que tá lá no blog do Calabouço) enquanto uma mesa foi jogar o Kingsburg eu tentei explicar o Vikings. Aliás, foi bem frustrante, pois montamos a mesa, o setup e eu descobri que tinha esquecido tudo que tinha lido, então pra não ficar um jogo de "agora a gente faz o que mesmo" decimos jogar outra coisa. Enquanto escolhíamos o jogo, aproveitei para mostrar, e jogar uma partidinha do Zumbi no meu Bolso. E achei o jogo bem legal, como várias pessoas que já jogaram ele, não consegui vencer, mas cheguei bem perto, levei o tótem até o cemitério, mas na hora de resolver a carta para entrerrá-lo, pipocaram 6 zumbis e mesmo que eu fugisse iria morrer.


Uma partida típica do Zumbi no meu Bolso. Imagem BGG.

Decidimos então jogar o Grande Chefão. Ele é praticamente um party-game, somos mafiosos que decidem se encontrar num jantar para resolver suas pendengas, resultado? Tiros, facadas e bolos explodindo para todos os lados. A partida foi bem divertida e o jogo também é legal, com o humor certo jogarei outras vezes. O Warny saiu como mafioso campeão (mesmo já tendo sido eliminado da mesa).


Os mafiosos à mesa esperando a próxima vítima
no Grande Chefão. Imagem BGG.


Aí terminada a mesa do Age alguns foram embora e quem ficou se espalhou novamente em 3 mesas, rolou Attribut em uma, Brass em outra e eu resolvi tirar a poeira de um dos grandes jogos de porradaria que eu conheço, o Game of Thrones.

O jogo é muito bom, mas essa foi uma partida atípica, pois não durou nem 2 horas direito, e tivemos apenas 3 combates, e justamente na última rodada para definir o jogo. Quem saiu vencedor foi o Cadu, que pancou todo mundo pra conseguir os castelos que faltavam. Aliás todo mundo não, o deck de porrada do Bouzada não viu mesa.


Tabuleiro do Game of Thrones. Imagem BGG.

E foi isso, pelo menos pra mim, afinal já eram mais de 3 da matina (e eu trabalho, não sou que nem uns e outros que vivem de jogatina, hehehehehhe).

3 comentários:

Carlos Abrunhosa disse...

Viva Cacá
Este encontro parece que foi uma grande animação!
Só não ouvi falar de Crokinole. Que grande vício de jogo!

Cacá disse...

Grande vício com certeza... Pena que não tem um lá no Calabouço, e ele é damasiado grande para ficar levando ele (eu tenho em casa)...

Mas com certeza os encontros de quinta tem ficado cada dia mais animados...

Abraços do Brasil

Alpendre disse...

O Grande Chefão é muito divertido, Tony Facada e Vito Pistola.... rs

A única coisa que não gosto nesse jogo é aquela carta que tem os policiais e que faz todo mundo sair da mesa.