Publicidade:

domingo, 13 de janeiro de 2008

Resenha : Factory Fun



Finalmente comecei a estrear os jogos que eu ganhei de natal, e o primeiro não poderia ter sido melhor. O Factory Fun é um jogo extremamente divertido e que funciona bem como filler, mesmo não sendo.

Tive a oportunidade de jogá-lo 6 vezes durante o fim-de-semana (1x com 4, 2x com 3 e 3x com 2), e o jogo funciona bem com todas as combinações de jogadores.

No jogo estamos montando a nossa fábrica, para isso precisamos comprar máquinas e fazer com que elas funcionem de forma adequada para que possamos no final ter mais pontos que nossos adversários.

O setup inicial nos dá um galpão para montarmos nossa fábrica, uma série de reservatórios de saída e de entrada e com isso temos que nos virar durante o jogo.

São selecionados (dentre as 48 possíveis) 10 máquinas por jogador, de forma aleatória e sem que vejamos quais são as máquinas. Em cada rodada abrimos uma máquina e cada jogador seleciona uma para colocar na sua fábrica.

Como é a seleção? Você olha e pega, não tem ordem, pegou a máquina ela é sua. Aí que começa a ficar interessante, pois à partir do momento em que você pega uma máquina ela TEM que entrar na sua fábrica, sob pena do jogador perder 5 pontos.


No final da partida com 4 o César terminou em primeiro,
com o Flávio em segundo, Eu em terceiro e o Warny em quarto.


Para conseguir colocar a máquina na fábrica você pode encaixar tubos e conexões, remanejar os reservatórios e até mesmo mexer nas máquinas que já estão instaladas (mas apenas até duas por rodada), mas é claro que você paga para isso. O que faz com que você não saia pegando as máquinas de forma desordenada, tem que pensar.

E você pode maximizar seus pontos, colocando máquinas ligadas umas às outras (existem valores nas saídas, de 1 a 3, você só pode colocar uma máquina conectada a outra de forma decrescente), isso faz com que no final das 10 rodadas o valor de saída da máquina conectada seja multiplicado por 5.

O jogo é muito bacana e rápido (mesmo com o downtime que acontece não tive nenhuma partida com mais de 40 minutos), tem interação entre os jogadores (tanto na hora de comprar as máquinas, quanto na hora de colocá-las na fábrica) e uma rejogabilidade alta, pois as configurações de cada fábrica muda muito de um jogo para o outro. Fazendo dele uma excelente opção para entrar entre jogos mais pesados.

Nenhum comentário: